fbpx

AMD poderá ter conseguido permissão para negociar com a Huawei

O bloqueio de Trump ao comércio de empresas americanas (ou empresas globais com tecnologia americana) com a Huawei tem deixado marcas na economia.

Muitas empresas reclamam grandes perdas com estas restrições, algo que pode afetar negativamente os seus resultados.

Para tentar contornar isso, vários fornecedores da Huawei têm procurado pedir ao governo americano uma licença para que consigam manter o comércio com a empresa chinesa. Este é o caso da Qualcomm, da Samsung e de outras empresas que já admitiram publicamente a entrada deste pedido.

Embora não se saiba se Trump irá dar ou não essa permissão, a AMD revelou agora que lhe foi garantida a licença para negociar com algumas empresas na lista de exclusões.

huawei matebook d14
Publicidade

Terá a AMD permissão para negociar com a Huawei?

A AMD revelou recentemente que lhe foi atribuída uma licença para negociar com algumas empresas da lista de exclusão de comércio.

Sem revelar quais as empresas com as quais poderá agora trabalhar, surge a possibilidade desta empresa poder abastecer a Huawei com alguns processadores.

Além disso, esta novidade revela uma evolução na resposta aos pedidos de licenças, mostrando que poderemos, em breve, saber se os vários pedidos irão ser aceites e se a Huawei conseguirá finalmente aceder a alguns componentes que são essenciais para a continuidade da sua atividade em alguns mercados.

Siga o Techbit no Facebook

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade