Análise Bose Ultra Open Earbuds – ouvir a música e tudo o que o rodeia

A Bose lançou recentemente um conceito de auriculares que é, para a marca, algo novo, os Bose Ultra Open Earbuds.

Estes auriculares sem fios permitem ao utilizador ter acesso à qualidade de áudio a que estão habituados sem ter que, necessariamente, deixar de estar atento a tudo o que o rodeia.

Nas últimas semanas estivemos a testar os Bose Ultra Open Earbuds e deixamos aqui a nossa opinião sobre esta forma hibrida de ouvir música.

Bose Ultra Open Earbuds
Publicidade

Características gerais dos Bose Ultra Open Earbuds

Com os Bose Ultra Open Earbuds a empresa tentou chegar a um conceito híbrido em que o utilizador conseguia ter acesso a toda a qualidade de som a que está habituado enquanto permanece atento a todos os sons em redor, permitindo assim uma utilização mais prática no dia a dia.

Com esta ideia em mente, os novos auriculares da Bose oferecem exatamente o que prometem, contando para tal com diversas características pensadas ao pormenor.

Assim sendo, falamos de uns auriculares sem fios com um formato estilo “G” que se prendem em redor da orelha do utilizador. Cada auricular mede 2.72 x 1.86 x 1.71 cm, encaixando-se facilmente em redor da orelha e sem pesarem muito.

Bose Ultra Open Earbuds

O corpo é plástico e de silicone, com os acabamentos bem conseguidos, transmitindo uma certa robustez ao consumidor e garantindo que se vão conseguir manter em bom estado de uso por muito tempo.

Os Bose Ultra Open Earbuds contam com ligação Bluetooth 5.3 e podem ser configurados através da aplicação Bose music.

Para quem pratica desporto, os auriculares contam com resistência IPX4, permitindo que os auriculares continuem a funcionar em momentos mais intensos que possam levar a que estes fiquem um pouco molhados.

Os Bose Ultra Open Earbuds conseguem oferecer até 7.5 horas de reprodução contínua com uma só carga, aumento até 19.5 horas extra com a caixa de transporte e carregamento. Esta tem também dimensões reduzidas e é feita de plástico de boa qualidade, com um acabamento fosco.

Bose Ultra Open Earbuds

Os auriculares contam, cada um, com um botão físico que fica localizado na parte de trás da orelha e que permite controlar a reprodução, o volume e o modo de som que pretendemos utilizar.

Primeiro estranha-se, depois entranha-se

Nunca a frase “primeiro estranha-se, depois entranha-se” fez tanto sentido quando aplicada a um determinado produto ou conceito.

Neste caso, a primeira vez que pegámos nos Bose Ultra Open Earbuds e os tentámos colocar, pareceu deveras estranho. O encaixe era difícil de acertar e, de forma geral, parecia sempre que estavam mal colocados.

No entanto, após começarmos a utilizar os auriculares de forma normal e a fazer o ajuste perfeito para que o equilíbrio entre música e som ambiente estivesse como havia sido pensado pela marca, a memória muscular parece ter começado a trabalhar imediatamente.

Bose Ultra Open Earbuds

Desde esses primeiro momentos de uso, o encaixe dos Bose Ultra Open Earbuds tornou-se automático e intuitivo, sem grandes problemas e sem parecer que algo estava errado. A pequena junção de silicone permite um ajuste muito bem conseguido sem provocar qualquer tipo de incomodo, chegando mesmo ao ponto de parecer que não estamos a utilizar nada e que a música apenas está a vir do meio em redor.

Longas horas depois de colocarmos os Bose Ultra Open Earbuds, não existia o mínimo cansaço, dor, ou incómodo, pelo contrário, tudo estava normal como se não tivéssemos estado o dia inteiro com uns auriculares colocados.

Neste ponto, este conceito em redor da orelha de facto oferece um conforto maior quando comparado a qualquer outro formato mais tradicional, uma vez que não existe nenhuma pressão a ser feita em excesso e não existe nenhum canal tapado, então a sensação é apenas de que a música está a vir de algum sítio ao nosso redor.

Bose Ultra Open Earbuds

Ao utilizar os Bose Ultra Open Earbuds foi motivo de uns quantos olhares e perguntas uma vez que as pessoas, em geral, achavam estranha a forma como os auriculares assentam na orelha do utilizador.

Autonomia surpreendente

A autonomia anunciada pela empresa é de que os auriculares aguentam até 7.5 horas com uma única carga, algo que reduz para 4.5 horas se utilizarmos o Áudio Espacial.

Durante os testes, não fomos utilizadores intensivos da funcionalidade de Áudio Espacial, é uma funcionalidade interessante que permite termos o som a ser reproduzido como se viesse de todo o nosso redor e que acompanha o movimento da cabeça, tornando o utilizador o centro da sala de espetáculos que pretende simular.

Estes não são os primeiros equipamentos com este modo de reprodução e, neste ponto, a opinião mantém-se: existe espaço para melhorar, uma vez que se perdem muitos graves ao utilizar este modo.

Bose Ultra Open Earbuds

No entanto, com o modo normal, de facto a autonomia destes pequenos auriculares surpreendeu bastante. Não foi necessário, uma única vez, parar de os utilizar a meio do dia porque precisavam de ser carregados.

Aliás, passámos uma semana inteira com uso constante sem termos de colocar os Bose Ultra Open Earbuds uma única vez à carga e a caixa de transporte ainda apresenta um pouco de bateria restante.

Este ponto deixa-nos confiantes sobre utilizar diariamente os Bose Ultra Open Earbuds uma vez que não se mostraram como mais um equipamento que temos de estar constantemente a carregar, aguentaram-se por vários dias e carregam em cerca de 1 hora, o que é um tempo bastante aceitável.

Ouvir música enquanto ouvimos o que nos rodeia

Não é a primeira vez que o mercado recebe equipamentos deste género, que permitem manter a atenção ao mundo em redor sem perderem qualidade na reprodução de música.

Mas foi a primeira vez que a Bose se aventurou neste modelo híbrido, e mesmo sendo uma primeira geração, existe o selo de qualidade da marca aqui presente.

Bose Ultra Open Earbuds

Sem qualquer impedimento para ouvir tudo o que nos rodeia, os Bose Ultra Open Earbuds conseguem oferecer graves que se sentem bem, agudos afinados e sem qualquer tipo de distorção e, apesar de não serem tão precisos como outro tipo de equipamentos, os médios conseguiam dar o ar da sua graça na grande maioria das vezes.

A questão de ouvir o som em detalhe acabava por ser afetada pelo ruído externo, uma vez que se perdia um pouco de som em ambientes mais ruidosos, mas nada que afetasse gravemente a utilização dos auriculares.

Os controlos através do botão físico traseiro são fáceis de executar, uma vez que não é necessário fazer muita pressão e como o encaixe dos auriculares não é algo completamente fixo e que estático, nem sentimos que o estamos a fazer, fazendo com que os Bose Ultra Open Earbuds estejam sempre na posição correta.

Bose Ultra Open Earbuds

Apesar de serem abertos, o som que emitem não se dispersa, pelo que se torna quase impossível ouvir a música que sai dos auriculares se alguém estiver sentado ao nosso lado. No entanto, para o utilizador, o volume raramente vai precisar de estar sequer perto do volume máximo.

Por outro lado, se o volume estiver um pouco elevado, poderá ser mais complicado conseguir ter uma boa percepção de sons ao redor que sejam mais baixos, podendo mesmo não ser possível perceber o que alguém nos está a dizer. No entanto, durante os testes, a comunicação com outras pessoas foi sempre super fácil e tranquila sem existir a necessidade de ajustar o volume dos auriculares.

Aplicação Bose Music

O problema com as grandes marcas de música existentes no mercado é que colocam imenso foco nos produtos e parece que se esquecem um pouco da forma como estes vão ser geridos nos equipamentos a que se ligam.

Como já foi referido anteriormente, a aplicação Bose Music apesar de funcionar bem dentro do que é suposto ser a aplicação em si, acaba por ser um dos pontos mais fracos nesta análise aos Bose Ultra Open Earbuds.

Isto porque a aplicação torna-se um pouco desnecessária depois da configuração inicial ser feita. Uma vez que os controlos podem ser todos feitos diretamente nos auriculares, incluindo trocar de modos, a aplicação acaba por ser algo mais pensado para pequenos ajustes ao longo da utilização ou para receber as atualizações de software.

O maior problema prende-se quando queremos, de facto, aceder à aplicação para algumas destas duas opções e a mesma não se consegue conectar aos auriculares ou fica eternamente a pesquisar pelos Bose Ultra Open Earbuds que já se encontram ligados ao smartphone.

Não podemos dizer que seja algo que afete a utilização diária dos equipamentos, mas com estes problemas de ligação com a aplicação os auriculares demoraram quase duas horas a serem atualizados, uma vez que a ligação com a aplicação era cortada imensas vezes e isso levava a que o download entrasse em pausa.

Quando funciona em condições, a Bose Music acaba por ser uma aplicação bastante completa para controlar os auriculares que oferece acesso a todas as funcionalidades dos mesmo e permite controlar melhor o som emitido com o equalizador integrado.

De sépticos a utilizadores diários

Entre a grande variedade de auriculares e auscultadores que existe atualmente no mercado, os Bose Ultra Open Earbuds tornaram-se um equipamento estranho que acabou por ganhar um lugar especial para nós.

Após passarmos aquele período inicial de adaptação, rapidamente estes passaram a ser os auriculares que utilizamos no dia a dia como primeira opção. A comodidade que oferecem por não provocarem nenhum incómodo após longos períodos de utilização e ainda permitirem interagir com pessoas ao nosso redor sem estarmos constantemente a tirar e colocar os auriculares, deram grandes pontos ao uso deste equipamento.

O som emitido é bastante completo e consegue oferecer a qualidade a que estamos habituados com a marca, sem incomodar quem está ao redor uma vez que o som é direcionado apenas para o utilizador.

Bose Ultra Open Earbuds

Não sendo necessário para o utilizador ativar algum tipo de cancelamento de ruído, como é muito frequente dentro de um avião, por exemplo, este tipo de equipamentos como os Bose Ultra Open Earbuds são uma das opções mais práticas que testamos nos últimos tempos.

A integração da música com os sons do mundo em redor mostra-se bastante bem executada e permite-nos fazer toda e qualquer atividade do dia a dia sem termos de estra constantemente a parar a música para interagirmos com alguém.

Os Bose Ultra Open Earbuds estão disponíveis por um PVPR de 379€.

Agradecemos à Bose por nos ter disponibilizado os auriculares para análise.

Bose Ultra Open Earbuds

379€
8.7

Design

8.5/10

Performance

10.0/10

Autonomia

10.0/10

Preço

7.0/10

Aplicação

8.0/10

Pros

  • Som muito bem conseguido num formato híbrido
  • Autonomia e tempo de carregamento
  • Conforto de utilização

Contras

  • Aplicação com vários problemas de ligação
  • Preço elevado
  • Áudio imersivo com espaço para melhorar
Participe no passatempo:
nordvpn promocao

Partilhe este artigo

Techbit
RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS TECNOLÓGICAS NO SEU EMAIL
Invalid email address
Prometemos não fazer spam e enviar apenas os conteúdos essenciais

Deixe um comentário

Publicidade
Blogarama - Blog Directory