Análise Redmi Note 13 5G – tão leve e com tantas capacidades

Esta segunda-feira foi dia de apresentações por parte da Xiaomi. A empresa trouxe a público a nova linha Redmi Note 13 composta por cinco equipamentos semelhantes, mas com as suas diferenças.

No meio desses cinco smartphones, está o Redmi Note 13 5G, um dos dois modelos de entrada de linha que garante já o acesso à rede 5G e oferece aos utilizadores uma câmara de 108MP.

Ainda antes da apresentação oficial da nova linha de smartphones, o TechBit passou uns dias com o Redmi Note 13 5G e deixamos aqui a nossa opinião sobre este smartphone que é tão leve que nem parece ter tantas capacidades como anunciado.

redmi note 13 5G
Publicidade

Características gerais do Redmi Note 13 5G

Tratando-se de um dos modelos de entrada de gama, o Redmi Note 13 5G não vem nada mal equipado, no entanto, para oferecer tantas coisas boas, a empresa teve de cortar noutros detalhes importantes para alguns. É como diz o velho ditado: “não se pode ter tudo”.

O corpo do smartphone é plástico, como é já comum nas gamas mais baixa, com uma dimensão de 161,11mm x 74,95mm x 7,6mm e um peso de 174,5g, um smartphone incrivelmente leve comparando com tudo o que temos testado.

redmi note 13 5G

Com o Redmi Note 13 5G a empresa optou por colocar um ecrã AMOLED de resolução FHD+ com 6,67 polegadas e uma taxa de atualização de até 120Hz. Além disso, este ecrã consegue chegar até um brilho máximo de 1000 nits, o que permite ter uma boa visualização de conteúdo em qualquer tipo de iluminação.

A nível de resistência, não está nada mal protegido, contando com Corning Gorilla Glass 5, e ainda certificações TÜV Rheinland: Compatível com o ciclo circadiano, sem cintilação, baixa luz azul.

No interior do Redmi Note 13 5G encontramos o processador MediaTek Dimensity 6080, de 6nm, que pode vir acompanhado de 6GB de RAM e 128GB de memória interna, ou pode vir com as configurações que testámos, com 8GB de RAM e 256GB de memória interna. A memória interna pode ser expandida até 1TB através de cartão de memória microSD se não nos importarmos de sacrificar a funcionalidade Dual SIM.

redmi note 13 5G

As câmaras são o ponto principal de toda a gama Note 13 este ano, com a empresa a fazer fortes apostas neste campo para os smartphones em questão. No caso do Redmi Note 13 5G podemos encontrar um sensor principal de 108MP, com uma abertura f/1.7, acompanhado por uma câmara ultra grande angular de 8MP, com abertura f/2.2, e uma câmara macro de 2MP, com abertura f/2.4. Para tirarmos selfies temos uma câmara frontal de 16MP.

Dentro do smartphone encontramos ainda uma bateria de 5000mAh com capacidade de carregamento rápido de 33W com o transformador que vem dentro da caixa com o equipamento. Um ponto muito positivo para a Xiaomi que mantém este pequeno “brinde” com os seus equipamentos.

redmi note 13 5G

A nível de conexões contamos com uma entrada USB-C, uma entrada para auscultadores de 3,5 mm, um sensor de infravermelhos e um altifalante (aqui está um dos sacrifícios feitos para se ter o 5G).

Na lateral direita encontramos todos os botões necessários, os de volume e o botão On/Off que age também como leitor de impressões digitais. Este foi outro “sacrifício” feito pela empresa com o Redmi Note 13 5G para conseguir oferecer as capacidades de rede mais recentes, pois os restantes modelos da linha contam com o leitor de impressões digitais no ecrã, incluindo o modelo base da gama.

redmi note 13 5G

O smartphone tem ainda suporte NFC, Bluetooth 5.3 e resistência IP54, podendo assim resistir a alguma poeira e salpicos de água acidentais. Dentro da caixa continuamos a ter ainda a oferta de uma capa protetora para o equipamento que, no caso, deixou de ser uma capa transparente e passou a ser uma capa fosca, elegante, com uma pequena proteção para tapar a porta USB-C.

Comecemos pelos pontos menos positivos

Tratando-se de um smartphone que promete entregar muitas funcionalidades a um preço competitivo, claro que tiveram de ser feitos alguns sacrifícios. A Xiaomi sabe disso e abraça o compromisso de oferecer melhores capacidades a um preço mais acessível.

Assim sendo, o Redmi Note 13 5G sacrificou alguns pontos relevantes para um smartphone como é o caso do som. Ao ter apenas um altifalante, este smartphone passa a soar de forma estranha quando reproduzimos alguma música, vídeo ou outro conteúdo multimedia.

redmi note 13 5G

Não tendo som stereo, a envolvência não é a melhor, o que achamos um ponto bastante mau para acompanhar um ecrã com tantas capacidades. Apesar de tudo, o som não sai distorcido mesmo quando está no máximo.

Outro ponto menos positivo, e aqui sim, é apenas menos positivos porque para nós até tem as suas vantagens, é o leitor de impressões digitais. Tratando-se de uma tecnologia mais barata, o Redmi Note 13 5G conta com o leitor no botão lateral On/Off, que é uma das melhores posições para se incorporar um leitor destes.

redmi note 13 5G

No entanto, toda a gama Redmi Note 13 tem o sensor de impressões digitais no ecrã, fazendo com que este modelo pareça deslocado dos restantes equipamentos que o acompanham.

Câmara de 108 MP

Fazendo a comparação com a linha Redmi Note 12, este ano a Xiaomi decidiu duplicar tudo. Assim sendo, se o ano passado tínhamos um Redmi Note 12 5G com 48MP, este ano temos um Redmi Note 13 5G com 108MP (sim, não é o dobre, mas é mais que isso até).

No entanto, vale sempre lembrar que não são só os megapixéis que importam numa câmara.

A vantagem da câmara principal de 108MP é que, de facto, é possível termos muito mais detalhe na imagem captada e permite fazer cortes na imagem sem perder qualidade alguma. No entanto, muito do processamento de imagem feito pelos smartphones também não é aplicado nestas fotos, deixando-as com um ar menos “aprimorado” e pronto a ser partilhado.

As fotos no modo automático são, sem sombra de dúvidas, boas para o valor pago pelo smartphone. O Redmi Note 13 5G consegue cores muito bem trabalhadas e parecidas com a realidade, tendo uma ligeira tendência a saturar cenários verdes.

No entanto, com a iluminação correta, as fotos estão prontas para serem partilhadas sem necessitarem de edições, o que é bom para quem não dedica muito tempo à edição e quer apenas partilhar o que está a experienciar com alguma qualidade.

A câmara dedicada ao zoom pode ter bons resultados como pode ser extremamente escura. Aqui vai sempre depender da iluminação e do sujeito que está a ser fotografado. Nos exemplos acima, no dia em que estava mais luz e o gato estava parado, foi possível obter uma foto com zoom mais nítida e bem conseguida. No último exemplo, com um dia mais nublado e alguma contra-luz, a foto já ficou um pouco escura e sem detalhes.

O modo noturno é um caso interessante de ver como, de facto, existe uma grande aposta na câmara principal e as restantes são mais para situações muito esporádicas. Existe uma clara diferença de resultados entre as fotos tiradas com o sensor principal e com os outros dois.

As fotos tiradas com a câmara principal, no modo automático ou no modo noturno, têm resultados bastante bons para a gama em que se insere o Redmi Note 13 5G. O smartphone consegue ir buscar bastantes detalhes e criar uma imagem final equilibrada, com bons contrastes, um equilíbrio de brancos bom e sem grande saturação em excesso das cores.

Já a câmara ultra grande angular cria sempre fotografias mais escuras onde se perde muita informação nas zonas mais escuras. Durante o dia o resultado foi semelhante, mas com muita luz consegue compensar. A câmara de zoom do Redmi Note 13 5G apresenta resultados menos detalhados em todos os cenários. A imagem final é mais branca, como se a cor tivesse sido esbatida.

No campo das selfies temos uma câmara de 16MP muito capaz e que oferece cores muito boas aliadas a um contraste e a detalhes bastante agradáveis. O tom de pele, no caso, ficou muito semelhante à realidade, e os detalhes do casaco e da camisola estão bastante bem apanhados.

Já o modo retrato, por outro lado, não correu assim tão bem. Apesar das cores se manterem bastante bem captadas, o recorte e o esbatimento do plano de fundo é apenas muito artificial. Na rua consegue melhorar um pouco, com um cenário mais claro atrás, mas de forma geral nota-se muito bem que é feito por um smartphone pelo exagero que cria no desfoque.

Autonomia para dois dias

Um ponto forte dos smartphones da Xiaomi prende-se sempre na questão dos carregamentos rápidos e das autonomias elevadas. Com o Redmi Note 13 5G o cenário é praticamente igual.

Claro que, tratando-se de um dos dois modelos de entrada de linha, o carregamento rápido não está perto de ser o melhor que a empresa tem para oferecer. Mas trazer o transformador de 33W na caixa e conseguir carregar a essa velocidade, é já um ponto superior a muitos topos de gama que ainda não conseguem suportar carregamentos tão rápidos.

Assim sendo, apesar do carregamento rápido dar jeito, o que é mais importante é aguentar muitas horas longe da ficha. Aqui o Redmi Note 13 5G cumpre muito bem esse requisito.

redmi note 13 5G

Com uma utilização mais puxada, em que passámos algumas horas a jogar com o Redmi Note 13 5G, o smartphone chegou ao fim do dia com cerca de 20% de bateria, pronto para ser carregado como a grande maioria dos smartphones atuais.

O grande ponto de destaque é nos dias mais normais, com apenas umas chamadas, algumas redes sociais e um jogo aqui e ali para matar o tempo. Com a utilização mais normal, o Redmi Note 13 5G conseguiu aguentar praticamente dois dias seguidos sem ter de ser carregado, sendo que no último dia entrou na casa dos 10% por volta das 20h.

Processamento suficiente para a gama em questão

O Redmi Note 13 5G tem um processador bastante capaz dentro da gama em que está inserido. Além das capacidades 5G permite ainda aproveitar outras funcionalidades do smartphone.

As fotos eram processadas com alguma rapidez, não demorando mais de 1 ou 2 segundos a ter o resultado final pronto a ser visualizado. Além disso, as aplicações do dia a dia correm de forma suave, sem entraves, mas também sem grandes animações de sistema (o que acreditamos que ajude muito a transmitir uma sensação de fluidez maior).

redmi note 13 5G

No que diz respeito a aplicações mais pesadas, o Redmi Note 13 5G aguentou muito bem uns quantos jogos de Subway Surfers e umas horas de Pokémon Go sem entrave algum. Não permite recorrer a todas as funcionalidade de AR do segundo jogo, mas de resto funcionou sem problema algum e sem travar uma só vez.

Conclusão

O Redmi Note 13 5G é um equipamento interessante e muito bem pensado para o publico que o vai procurar. Ou seja, este é um equipamento que não foi desenhado para agradar a todos, mas sim para oferecer uma experiência 5G ao utilizador e manter uma performance minimamente aceitável, sem descurar as câmaras na totalidade e, portanto, focando-se na experiência “abrir a aplicação da câmara, apontar e disparar”.

Hou alguns compromissos que foram feitos para poder melhorar outros pontos, como as colunas do equipamento, que existe apenas uma e não permite então ter um som stereo. O outro sacrifício feito foi o leitor de impressões digitais que não está inserido no ecrã, mas sim de lado, no botão On/Off.

redmi note 13 5G

Este segundo ponto, como já referimos, pode não ser visto como uma desvantagem, pois o leitor funciona muito bem e permite até velocidades de desbloqueio muito superiores à maioria dos leitores colocados por baixo do ecrã. O maior problema é que faz parecer que este smartphone não faz parte da restante gama, sendo que até a versão de entrada de linha tem o leitor no ecrã.

De resto, o Redmi Note 13 5G cumpre aquilo para que foi desenhado. O 5G está lá sempre, com velocidades que vão sempre depender das operadoras, mas é bom podermos ter a facilidade de transferir dados a velocidades maiores. O design foi bem pensado, indo buscar algumas semelhanças à linha do ano passado, com um peso muito reduzido, algo que nos agradou bastante pois torna toda a experiência de utilização mais confortável.

As câmaras estão desenhadas para o utilizador mais simples, para abrir a app e disparar. A câmara principal está muito bem desenvolvida, consegue resultados prontos a serem partilhados nas redes sociais, com bons contrastes, bons equilíbrios de brancos e cores bastante semelhantes à realidade. O modo 108MP está mais fácil de aceder, estando disponível logo nas opções padrão da câmara, mas perde-se algumas capacidades de processamento, sendo útil apenas quando é necessário captar todos os detalhes possíveis do que está à nossa frente.

A câmara ultra grande angular é escura. Oferece resultados finais menos precisos, com um contraste mais elevado e, se a iluminação não for suficiente, torna-se apenas uma imagem demasiado escura e sem informação disponível para partilhar. Por outro lado, a câmara de zoom do Redmi Note 13 5G oferece resultados menos contrastantes, com um certo esbatimento até, o que só consegue ser compensado durante o dia, com boa iluminação, para que as cores sejam mais parecidas com a realidade.

redmi note 13 5G

De forma geral, o Redmi Note 13 5G está pensado para pessoas menos exigentes, mas que querem estar preparadas para eventuais momentos de lazer e que precisam de estar contactáveis a qualquer momento. Este equipamento aguenta algumas aplicações mais puxadas, tira fotos boas com a câmara principal e tem uma autonomia bastante boa, acompanhada por um carregamento rápido superior a muitos outros do mercado atual.

O Redmi Note 13 5G está disponível por um PVP de 309.99€ para a versão com 8GB de RAM e 256GB de memória interna.

Redmi Note 13 5G

309.99€
8.8

Design

8.5/10

Performance

9.0/10

Autonomia

10.0/10

Preço

9.0/10

Construção

7.5/10

Pros

  • Câmara principal bastante capaz
  • Autonomia
  • Peso e conforto na mão

Contras

  • Um único altifantante
  • Leitor de impressões digitais num local diferente de toda a gama
Participe no passatempo:
giveaway tribit stormbox micro 2

Partilhe este artigo

Techbit
RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS TECNOLÓGICAS NO SEU EMAIL
Invalid email address
Prometemos não fazer spam e enviar apenas os conteúdos essenciais

Deixe um comentário

Publicidade
Blogarama - Blog Directory

Participe nos nossos giveaway de 4º aniversário

X