fbpx

Apple, Amazon, Google e Zigbee Alliance preparam acordo para o Smart Home

Com o desenvolvimento das redes 5G e de um mundo mais conectado, os dispositivos IoT irão desempenhar um papel importante no futuro.

No entanto, de forma a garantir a segurança e a viabilidade destes equipamentos, é importante que seja criada uma norma que permita tornar os equipamentos compatíveis entre si e que garanta a segurança das comunicações.

Este é o objetivo do Project Connected Home over IP, um protocolo open-source que está a ser desenvolvido entre a Apple, a Amazon, a Google e muitos outros integrantes da Zigbee Alliance para os dispositivos Smart Home.

smart home iot
Publicidade

Grandes tecnológicas tentam criar protocolo universal de comunicações nos dispositivos Smart Home

Grandes empresas tecnológicas como a Apple, Amazon, Google e Zigbee Alliance estão a desenvolver um padrão de comunicação doméstica inteligente para o Smart Home.

O Project Connected Home over IP está a ser trabalhado pela Zigbee Alliance e, após algum atraso devido ao Covid-19, deverá lançar um rascunho até final deste ano, pretendendo implementar estas novas normas já em 2021.

Na base deste projeto está a intenção de tornar os dispositivos domésticos inteligentes mais seguros, confiáveis e fáceis de usar, permitindo uma melhor comunicação entre os dispositivos, as aplicações e os serviços na cloud e a definição de um conjunto específico de tecnologias de rede baseadas em IP para certificação dos equipamentos.

Com isto, o acordo não pretende acabar com as soluções proprietárias de cada marca, mas sim oferecer uma tecnologia complementar que permite uma melhor integração dos dispositivos IoT e uma melhor compatibilidade com a Alexa, o Google Assistente e a Siri.

smart home

Neste projeto, as empresas podem optar por um protocolo Wi-Fi/Ethernet, Thread/BLE ou uma mistura de ambos. As primeiras especificações lançadas serão as de WiFi, até à versão 6 (802.11a/b/g/n/ac/ax), e Bluetooth 4.1, 4.2 e 5.0 para as redes e protocolos wireless físicos. No futuro, serão lançados os de Ethernet e dados móveis.

Os dispositivos que serão integrados inicialmente neste projeto serãos de iluminação, eletricidade, climatização e segurança (portas, fechaduras, sistemas de segurança, etc), TVs, automação de janelas, entre outros.

Desta forma, pretende-se que já em 2021 esteja em vigor uma forma de uniformizar as comunicações e de melhorar a segurança e a integração dos dispositivos de IoT para Smart Home.

Siga o Techbit no Facebook

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade