fbpx

Apple pretende tornar-se neutra em carbono a partir de 2030

São cada vez mais as pessoas e as empresas que estão empenhadas em reduzir de alguma forma a nossa pegada ambiental.

Depois de várias grandes empresas anunciarem os seus planos para reduzir os seus impactos ambientais, a Apple revelou agora a sua intenção de se tornar neutra em carbono, juntamente com os seus fornecedores, até 2030.

Apple define plano de 10 anos para reduzir o seu impacto ambiental até 2030

Num anúncio realizado hoje no relatório de progresso ambiental de 2020, a Apple apresentou o seu plano para se tornar neutra em carbono até 2030.

Este é um processo ambicioso, a 10 anos, que permite à empresa atingir o objetivo de zero impacto ambiental que se comprometeu hoje.

apple sede
Publicidade

Para isso, a Apple está a preparar uma série de alterações nos seus processos de design de produto, cadeia de abastecimento e processamento de materiais que permitirão reduzir 75% diretamente nas emissões, ficando os restantes 25% à responsabilidade do desenvolvimento de novas técnicas para remoção do carbono.

Para que seja possível alcançar este feito, a marca americana irá estar a trabalhar de forma próxima com os seus fornecedores, de forma assegurar que toda a cadeia está comprometida com a redução da pegada ecológica.

Além deste plano, a Apple apresentou ainda um investimento de 100 milhões de dólares na sua cadeia de abastecimento, para que os seus fornecedores utilizem fontes de energia renovável na produção dos seus componentes.

aplpe fornecedores

Atualmente a Apple já utiliza algumas tecnologias que permitem reduzir o seu impacto tecnológico, como é o caso do Dave, um robô que desmonta iPhones de forma a guardar alguns materiais considerados raros na natureza.

A Apple dá assim um passo importante para se tornar numa empresa totalmente verde, movimento este que certamente irá inspirar outras grandes e pequenas empresas a dar uma maior relevância à sua pegada ecológica.

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade