fbpx

Revelados novos benchmarks do Apple Silicon e aspeto das apps iOS e iPad OS nos Mac

A Apple anunciou no último WWDC que iria passar a utilizar os seus próprios processadores ARM, o Apple Silicon, nos seus Mac, substituindo assim a oferta atual da Intel.

Se para alguns esta foi considerada uma jogada brilhante, para outros o receio pelo desempenho falou mais alto.

No entanto, os resultados dos Apple Silicon podem ser bem positivos, pelo menos pelo que já podemos ver nos testes de benchmark realizados no processador A12Z que equipa os Mac Mini do Developer Transition Kit.

apple developer transition kit
Publicidade

Novo teste de benchmark revela resultados muito positivos

Quando a Apple anunciou a transição para ARM, deu à sua comunidade um Developer Transition Kit com um Mac Mini equipado com um processador A12Z.

Com este kit, pretendia assim que os programadores começassem a adaptar as suas aplicações e plataformas ao novo sistema.

Depois deste processo, rapidamente surgiram os primeiros benchmarks que mostravam o desempenho deste processador. No entanto, era um resultado ainda algo condicionado devido ao sistema estar a ser virtualizado através da tecnologia Rosetta.

Agora, novos benchmarks surgiram deste processador, usando o Geekbench 5 Pro, mas desta vez mostrando todo o potencial, sem a interferência da virtualização.

Com 1098 pontos em single-core e 4555 em multi-core, este novo resultado apresenta uma grande evolução face ao teste anterior que totalizou 800 pontos em single-core e 2600 em multi-core.

De forma a perceber a evolução para os atuais Mac, um MacBook Air de entrada de gama consegue neste teste uma pontuação de 1005 em single-core e 2000 em multi-core.

Estes são resultados muito positivos para estes processadores ARM e que deixam um bom prenúncio para os futuros Apple Silicon.

Veja como ficam as apps do iOS e iPadOS a correr nos Mac

Outra das novidades reveladas foi o aspeto das aplicações móveis adaptadas a este novo sistema dos Mac.

As imagens partilhadas no Twitter por Steve-Troughton Smith mostram as aplicações Overcast e Procreate a correr neste sistema do MacOS e refere que existem diversos comportamentos de compatibilidade que permitem que grande parte das aplicações de iOS 14 consigam funcionar no novo sistema, sem otimizações, através de um simples clique na opção Mac da ferramenta de desenvolvimento.

Este é uma boa novidade, permitindo assim aos programadores conseguirem adaptar facilmente as suas aplicações aos Mac, e permitindo que a Apple consiga ultrapassar o problema da falta de aplicações que vemos no Windows 10X.

Fonte: 9to5mac

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade