Burlas online aumentaram 20% no 1º trimestre

Segundo avança o Portal da Queixa, foram registadas mais de 1300 reclamações que relatam diversos tipos de burlas online.

Estes números representam um aumento de 20% no número de burlas online reportadas face ao período homólogo de 2023.

PORTAl DA QUEIXA BURLAS ONLINE PHISHING MALWARE ciberseguranca
Publicidade

Burlas online estão a gerar cada vez mais reclamações por parte dos consumidores

Em Portugal, continuam a aumentar os casos de burlas online. Uma análise do Portal da Queixa revela que, no primeiro trimestre do ano, os consumidores portugueses registaram 1313 reclamações na plataforma com referência a burlas, um crescimento de cerca de 20%, em comparação com o período homólogo de 2023, que registou 1095 queixas. Até o dia 21 de abril, o tema já soma 1486 reclamações.

Segundo os dados analisados pelo Portal da Queixa, a maioria das denúncias reportadas está relacionada com casos de compras em lojas online, onde os consumidores se queixam de ter realizado a compra de um produto que não chegam a receber, ficando sem resposta (por parte da marca/vendedor) e sem o reembolso do dinheiro.

compras online portugueses shopping

A não execução dos pedidos de reembolso, após a não receção do produto, é o principal motivo de queixa denunciado, gerando 57,8% das reclamações inseridas em situações de burlas online.

Outro motivo apontado pelos consumidores está relacionado com os problemas no contacto/resposta da marca. São casos que reportam dificuldades no atendimento ao cliente e a falta de feedback do vendedor.

A análise permitiu ainda concluir as categorias mais reclamadas, onde a alegada situação de burla aconteceu durante a compra online. O maior volume (com 42.5% das denúncias) foi registado na categoria Compras, Moda e Joalharia. Segue-se a área da Beleza, Estética e Bem-Estar, que somou 13.6% dos casos.

9.4% das queixas denunciam esquemas fraudulentos na categoria Hotéis, Viagens e Turismo e 9% dos casos apontam o dedo a lojas de Mobiliário, Decoração e Eletrodomésticos. Na origem de 7.4% das reclamações encontram-se lojas sobre Internet, Sites e Negócios.

portal da queixa

Os dados indicam que, este ano, 60.7% das reclamações sobre burlas online foram registadas por mulheres. As faixas etárias em que houve uma maior participação de denúncias, são as de consumidores com mais de 45 anos, com destaque para idades entre os 45 a 54 anos.

Recorde-se que, em 2023, o Portal da Queixa recebeu perto de 25 mil reclamações relacionadas com burlas online, um crescimento de 37%, em relação ao período homólogo de 2022.

A maioria das queixas relatava alegados esquemas online, onde os consumidores ficavam sem o produto, sem resposta e sem o dinheiro. O valor estimado dos prejuízos resultantes das burlas reportadas no ano passado, ultrapassou os cinco milhões de euros.

Participe no passatempo:
nordvpn promocao

Partilhe este artigo

Techbit
RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS TECNOLÓGICAS NO SEU EMAIL
Invalid email address
Prometemos não fazer spam e enviar apenas os conteúdos essenciais

Deixe um comentário

Publicidade
Blogarama - Blog Directory