Costuma ler códigos QR colocados em locais públicos?

A Iniciativa CpC: Cidadãos pela Cibersegurança quer alertar para o perigo da leitura de códigos QR em locais públicos.

Para isso, lançou a campanha “Não faça Scan a QR Codes em locais públicos”.

wikinight códigos qr
Publicidade

Conheça a campanha “Não faça Scan a códigos QR em locais públicos” da Iniciativa CpC: Cidadãos pela Cibersegurança

Nos últimos dias, a Iniciativa CpC: Cidadãos pela Cibersegurança colocou, em locais “estratégicos” de Lisboa e em várias localidades em torno da capital alguns códigos QR que direcionavam para a sua campanha “Não faça Scan a QR Codes em locais públicos”.

Enquanto um aponta diretamente para a página da campanha e com o URL final visível, o segundo remete para o bit.ly o que, depois, faz um reencaminhamento para a página da campanha. Sendo um shortener é mais opaco e, logo, mais perigoso se for usado por agentes maliciosos.

A ideia é medir quantas pessoas “caem” na armadilha e qual dos dois modelos é mais utilizado procurando saber-se qual é quantidade de pessoas que fazem Scan a um QR Code desconhecido – sem explicação – num local público colocando assim em risco os telemóveis e o seu património e sossego pessoal.

Posteriormente será lançada uma campanha com um texto enganador acompanhando a campanha.

Esta campanha educativa intitula-se “Não faça Scan a QR Codes em locais públicos” e recorda que fazer scan a códigos QR vistos na rua é perigoso por várias razões mas, sobretudo, porque se o site for um site malicioso, operado por burlões ou hackers, o seu telemóvel poderá ficar comprometido:

  1. Os QR codes podem direccioná-lo a sites maliciosos que tentam furtar as suas informações pessoais, tais como passwords e números de cartão de crédito, ou infectar o seu telemóvel Android ou Apple com malware.
  2. Um QR code pode redireccionar para sites inseguros com conteúdo prejudicial ou enganoso.
  3. Alguns códigos QR podem desencadear ataques de ransomware, onde os seus arquivos são criptografados e é extorquido por forma a recuperar o acesso.
  4. Os QR codes também podem redirecionar para sites que pedem que insira o seu número de telefone. Isso pode resultar em receber mensagens SMS de phishing ou ser inscrito em serviços premium sem o seu consentimento como os mencionados na petição 
  5. Alguns códigos QR podem configurar automaticamente o seu telemóvel para se conectar a redes Wi-Fi falsas: onde os seus dados podem ser interceptados.
  6. É importante ter muito cuidado ao ler QR codes encontrados em locais públicos.
Iniciativa CpC qr codes

A Iniciativa CpC: Cidadãos pela Cibersegurança deixa também alguns conselhos:

  • Se não confia na fonte ou não sabe a origem do QR code, é melhor evitar usá-lo.
  • Se precisar de fazer scan um QR code para uma promoção ou serviço, procure por sinais de autenticidade, tais como marcas da empresa ou informações de contacto e verifique se a etiqueta foi adulterada ou se alguém colou um novo QR code por cima do original.
  • Não faça de Scans de QR Codes encontrados em locais públicos e tenha extremo cuidado com todos os que recebe por email dado que estão activas na Internet em Portugal campanhas de phishing que espalham QR codes com o fito de captarem as suas credenciais.
Participe no passatempo:
nordvpn promocao

Partilhe este artigo

Techbit
RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS TECNOLÓGICAS NO SEU EMAIL
Invalid email address
Prometemos não fazer spam e enviar apenas os conteúdos essenciais

Deixe um comentário

Publicidade
Blogarama - Blog Directory