Criadores de conteúdo: consistência é a chave para o sucesso

Os tempos mudaram e, hoje em dia, os criadores de conteúdo estão a tomar conta das redes sociais e são, muitas vezes, as preferências de investimento de grandes marcas. No entanto, esta é uma profissão que envolve muito planeamento e estratégia.

No palco ContentMakers da Web Summit, dois entendidos no assunto explicaram como tudo começou e como devem ser geridas as coisas para preservar o trabalho criado.

web summit influencers criadores digitais criadores de conteudo
Publicidade

Criadores de conteúdo precisam de ser bastante estratégicos

Os criadores de conteúdo são um fenómeno que surgiu quase do dia para a noite. Sarati Callahan, criadora de conteúdos, explica aos presentes que “muitas pessoas pensam que se conseguirem que um conteúdo que publicaram se torne viral começam logo a ganhar dinheiro”.

Esta ideia está, segundo quem trabalha no ramo, “completamente errada. A consistência é que faz começar a ter ganhos”, alerta Callahan.

Sarati começou por ser modelo e viu-se “obrigada” a procurar outra estratégia quando começou a perder trabalhos e a ter dificuldades em conseguir alguma coisa na sua área por as empresas começarem a dar preferência a influencers. “Com eles acabavam sempre por ter alguma publicidade gratuita associada ao trabalho que pagavam para ser feito”, comenta a criadora.

sarati Criadores de conteudo

Eyal Baumel, CEO da Yoola – empresa que trabalha diretamente com os criadores de conteúdo -, explica que é muito importante ter na cabeça o chamado “efeito Disney”. “A Disney é a mais poderosa companhia no mundo do entretenimento”, comentou Baumel, alertando que os criadores de conteúdo necessitam de conseguir ter presente no seu planeamento uma forma de criar algo “do género do Rato Mickey, que todos conhecem e que marcou a empresa ao longo dos anos, mantendo sempre um público agarrado a eles”.

Sarati começou a sua jornada nas redes sociais ao criar conteúdo ligado à área do fitness, mas foi alterando as suas publicações, gradualmente, com o passar do tempo pois precisava de gerir melhor o seu público.

“Inicialmente quem assistia aos meus conteúdos eram maioritariamente homens, mas quando engravidei comecei a perceber que este tipo de público não ia estar interessado em saber de uma gravidez e do processo de começar uma família, porque eles estavam ali pelo conteúdo inicial que eu tinha”, conta a influencer.

Entender e saber gerir a audiência é um ponto fulcral para conseguir gerir uma carreira no mundo dos criadores de conteúdo e, mesmo sendo “por vezes contraintuitivo” é necessário ter a noção que “se temos a ideia de querer vender roupas a um público feminino, ou produtos de beleza, e temos uma audiência que é maioritariamente masculina, algo não está a ser feito como devia”, explica Eyal.

Sarati alertou que até mesmo a linguagem utilizada deve ser algo a ter em conta, explicando aos presentes que optou por não se referir ao seu marido como tal para evitar perder uma percentagem de seguidores que “automaticamente iam perder qualquer interesse ao saberem que eu tenho esse tipo de compromisso. Dessa forma optei por me referir a ele como meu parceiro ou semelhante.”

Sarati teve de mudar o seu conteúdo de forma a ir de encontro ao tipo de público que desejava, uma audiência composta maioritariamente por mulheres, que “seria quem iria estar mais interessado em ver o meu conteúdo dali pra a frente”, explicou a criadora de conteúdo, ressalvando que acredita que alguns homens tenham continuado a assistir, mas de facto os números alteraram-se por completo.

Os dois oradores concordam que a consistência é o mais importante para criar e manter uma carreira como criador de conteúdo, mas “as pessoas têm de compreender que todos têm uma hipótese, só precisam de conseguir o ‘sim’ correto”, comenta Eyal. “O algoritmo das plataformas é a ferramenta mais importante que têm de compreender, têm de criar conteúdo que o algoritmo vá impulsionar”, acrescenta o especialista que aconselha as pessoas a tentarem, mas a fazerem imensa pesquisa sobre o assunto até perceberem bem como funciona o algoritmo para poderem adaptar o conteúdo que têm planeado.

“Se estiverem com a cabeça no local certo, agora poderá ser a melhor altura para avançar como criador de conteúdo”

Eyal Baumel, CEO na Yoola

Partilhe este artigo

1 comentário em “Criadores de conteúdo: consistência é a chave para o sucesso”

Deixe um comentário

Publicidade