fbpx

Fundador do Telegram comenta 7 mitos sobre a Apple, iPhone e App Store

Nos últimos dias, Pável Dúrov, fundador do Telegram, tem aumentado a contestação sobre as condições que a Apple impõe aos fabricantes de aplicações para iPhone e iPad.

Além disso, juntou-se também ao grupo de outras empresas que reclamam deste problema e que pedem à gigante americana a possibilidade de instalar aplicações fora da App Store.

No entanto, Pável vai ainda mais longe e, num comunicado, comenta 7 mitos sobre a Apple, o iPhone e a App Store.

pavel durov apple
Publicidade

Fundador do Telegram deixa duras críticas à Apple

Num comunicado feito no Telegra.ph, o fundador do Telegram decidiu expor 7 argumentos usados pela Apple para justificar a comissão de 30%, catalogando-os como mitos.

  1. Uma comissão de 30% permite à Apple manter a App Store – Dúrov diz que esta informação é falsa, porque a empresa americana recebe milhares de milhões de dólares em comissões, enquanto gasta apenas dezenas de milhões a alojar e a rever as apps na sua loja. Dúrov afirma que está seguro destes dados, uma vez que aloja e revê no Telegram muito mais conteúdo do que a Apple alguma vez o fará na sua loja.
  2. A comissão de 30% permite à Apple reinvestir na construção de melhores iPhones – Em relação a esta afirmação, o fundador do Telegram revela que o dinheiro gerado através de Startups pela Apple se encontra em offshores e não é aproveitado para novo hardware e revela que a inovação da marca nos últimos anos tem sido baixa e que copiar coisas não requer grande investimento de desenvolvimento e pesquisa.
  3. Qualquer empresa pode competir com a Apple se não gostar da comissão de 30% – Aqui Dúroy defende-se dizendo que o desenvolvimento de um novo sistema operativo acaba por cair num círculo vicioso, uma vez que os programadores não criam aplicações se o sistema não tiver utilizadores e que os utilizadores não compram equipamentos se não houver aplicações. Neste sentido deu o exemplo da Microsoft e do insucesso do seu sistema móvel.
  4. Sem o iPhone, os programadores de aplicações não teriam uma forma de distribuir as suas aplicações – A este ponto, o fundador do Telegram refere apenas que sem aplicações, também ninguém comprava um iPhone em 2020.
  5. Qualquer programador que não goste da comissão de 30% nos iPhones pode simplesmente criar aplicações para Android – Dúrov afirma que os programadores não têm escolha, uma vez que se querem criar plataformas de sucesso, são obrigados a disponibilizá-las para ambos os sistemas operativos.
  6. A comissão de 30% da App Store está em linha com outras plataformas – Depois da Apple se defender com um estudo que indica que as outras plataformas colocam o mesmo valor de comissão, Dúrov refere que nos restantes sistemas há formas de fugir a essas comissões através da utilização de lojas de aplicações de terceiros.
  7. Fazer com que os reguladores analisem as práticas da Apple cai contra o mercado livre e poderá representar concorrência desleal – Por fim, Dúrov atira também contra as organizações políticas, por permitirem à Apple manter o seu monopólio e referem que o mercado da Apple é tudo menos livre uma vez que utiliza o poder dos reguladores para criminalizar o jailbreak e garantir controlo completo sobre o equipamento que vendem.

Pável Dúrov mostra-se assim muito crítico com a posição da Apple e juntou-se a outras empresas como o Spotify e a Rakuten no pedido à Comissão Europeia para investigar se estas não serão práticas anti-monopólio.

Siga o nosso grupo de Facebook sobre notícias de tecnologia

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade