Huawei Band 6: a pulseira que passa por smartwatch

O mercado dos wearables tem aumentado cada vez mais e a oferta é diversificada. Desde pulseiras a relógios de todas as formas e feitios, a Huawei Band 6 veio confundir algumas cabeças. A pulseira tem todos os aspetos de um smartwatch mantendo o preço e as dimensões de uma pulseira.

Um ecrã generoso para uma pulseira, uma autonomia acima da média para qualquer relógio, compatibilidade com diversos smartphones, diversas monitorizações de saúde e todo o tipo de treinos disponíveis e imagináveis.

Huawei Band 6
Publicidade

Deixamos o pequeno aviso de que os testes realizados à Huawei Band 6 foram feitos com a ligação a um smartphone Samsung pelo que a experiência poderá não ser 100% perfeita como anunciado pela marca que, obviamente, criou o produto a pensar nos smartphones Huawei.

A Huawei Band 6 é, como indica o nome, uma smartband

Apesar de ter muitas características físicas que a assemelham a alguns smartwatches, em especial ao Huawei Watch Fit, não deixa de ser uma pulseira, então a nossa análise será focada neste mercado em específico apesar de ser inevitável fazer algumas comparações com alguns smartwatches mais baratos presentes no mercado.

Huawei Band 6

A pulseira da Huawei tem um ecrã generoso para este tipo de equipamentos. Estamos a falar de um ecrã AMOLED de 1.47 polegadas que oferece uma cores vivas e espaço suficiente para vermos a informação que dá jeito ter no pulso.

Podemos contar com notificações de todas as aplicações presentes no smartphone incluindo a indicação de quem nos está a ligar, com a possibilidade de rejeitar a chamada, assim como mensagens das diversas aplicações de comunicação (mensagens, WhatsApp, e-mail, etc) que aparecem com o respetivo conteúdo escrito no ecrã da pulseira. No nosso caso, não aparecia a hipótese de resposta rápida em nenhuma das aplicações de mensagem.

Huawei Band 6

A Huawei Band 6 oferece ainda diversos mostradores que vão desde os mais clássicos e sérios até aos mais coloridos e completamente aleatórios, de forma a que cada pessoa consiga adaptar a pulseira ao seu estilo pessoal ou à ocasião em que se encontra.

A smartband consegue fazer uma monitorização bastante completa do SpO2 durante todo o dia, assim como do ritmo cardíaco, do nível de stress e ainda do sono do utilizador. A Huawei Band 6 mostra parte da informação recolhida na própria pulseira, mas para ver os dados completos é necessário abrir a aplicação Huawei Saúde.

Utilização diária da Huawei Band 6

Assim que abrimos a caixa da Huawei Band 6 deparamo-nos logo com a pulseira e, a acompanhar, o cabo de carregamento magnético.

Huawei Band 6

Ao ligarmos o gadget somos convidados a emparelhar com o smartphone para podermos então deixar tudo preparado. Mesmo utilizando o smartphone Samsung, a instalação da aplicação da Huawei e o emparelhamento da Band 6 foi super fácil e intuitivo, sem qualquer problema de compatibilidade ou necessidade de instalar mil extras no smartphone.

Depois de tudo configurado, a pulseira fica pronta a ser utilizada. No pulso, apesar do tamanho acima do normal numa pulseira, quase que nem se sente a presença dela devido ao seu peso reduzido (cerca de 18g sem a bracelete) e não criou nenhum incómodo mesmo tendo um pulso pequeno.

Como apresenta um aspeto de smartwatch num corpo de pulseira, agradou-nos bastante o aspeto final no pulso, não sendo exagerado como alguns relógios nem demasiado pequeno para dificultar a visualização de notificações e outro tipo de informações.

Huawei Band 6

Mesmo nos com o sol mais forte, foi fácil conseguir ver as horas ou qualquer tipo de informação no ecrã da Huawei Band 6 sem que houvesse a necessidade de colocar o brilho do ecrã no máximo, mas claro que não era tão nítido como no interior.

A resistência à água 5 ATM permite-nos ficar descansados quanto a tomar banho com a pulseira colocada ou ir dar um mergulho à piscina ou à praia sem que haja a obrigação de retirar a pulseira. No entanto, a marca deixa o aviso de que “não devem ser usados para mergulho, esqui aquático ou outras atividades que envolvam água a alta velocidade ou imersões mais profundas.”

Monitorizações diárias

Neste tipo de equipamentos já é mais que óbvio que vamos ter os nossos passos diários sempre com a conta em dia. A Huawei não é diferente e claro que a Band 6 vai monitorizar quantos passos foram dados por dia, permitindo ainda definir um objetivo diário. A informação pode depois ser vista em detalhe na aplicação Huawei Saúde onde é apresentado o gráfico de barras de todos os dias acompanhado pelas calorias queimadas e os km percorridos.

Huawei Band 6

O mesmo acontece com o SpO2, o ritmo cardíaco e o nível de stress. Estas informações são mostradas de forma individual e podem ser monitorizadas de forma manual (poupa mais bateria) ou contantes na pulseira. Em todos os aspetos é sempre disponibilizada uma média de valores atingidos diariamente, oferendo assim uma ideia geral de como o nosso corpo está e se, eventualmente, poderá haver alguma coisa fora do normal.

Este tipo de medições deve sempre ser levada em conta como uma média e como algo que não é 100% fiável, pois não se trata de um equipamento médico profissional.

Huawei Band 6

Uma monitorização que nos deixou bastante impressionados foi a do sono. É capaz de ser uma das mais completas que já testámos e que todos os dias (se o utilizador assim desejar) nos envia uma notificação logo de manhã com a análise completa do nosso sono e quais os pontos a melhorar com base nos dados recolhidos pela Huawei Band 6.

A monitorização do sono mostra-nos o tempo total que passámos a dormir, seguido de um gráfico com diversas cores para distinguirmos o sono profundo, o sono leve, o sono REM e ainda o tempo que passámos acordados.

Logo de seguida temos a nossa pontuação para aquela noite com um pequeno texto de ajuda. Por exemplo, numa noite com poucas horas de sono a aplicação sugere uma ambiente sossegado para ajudar a aumentar a qualidade do sono, enquanto que numa noite em que tenhamos ido muito tarde para a cama a aplicação vai sugerir uma hora mais apropriada para ir dormir.

No final da página temos o mesmo gráfico inicial mas em formato circular e com as horas totais de cada tipo de sono separadas e uma análise entre o “baixo”, “normal” e “alta” de cada um dos pontos consoante a média armazenada na base de dados da Huawei.

96 modos de treino através da Huawei Band 6

Um dos focos deste tipo de gadgets é, sem sombra de dúvidas, o desporto e o estilo de vida ativo. A Huawei Band 6 conta com 96 modos de treino disponíveis que, obviamente, não experimentámos todos.

No entanto, fizemos uma caminhada simples para ver como é que o relógio se comportava e qual seria o impacto de ter tudo ligado durante a atividade. De forma geral a pulseira comportou-se muito bem e com um consumo de bateria mais baixo que alguns smartwatches.

Este é, sem dúvida, um dos pontos fortes da pulseira da Huawei. Ser semelhante a muitos smartwatches, mas ter uma performance de smartband.

A Huawei Band 6 não conta com GPS integrado, o que pode ser uma desvantagem para os fãs do desporto ao ar livre, no entanto permite utilizar o smartphone para esse efeito caso tenha o hábito de o levar consigo para as corridas ou caminhadas que possa realizar, criando assim o percurso com base no GPS do smartphone.

Apenas para testarmos a monitorização da pulseira realizámos uma pequena caminhada de 40 minutos (um dos objetivos que pode ser definido no início do treino) e fomos então dar uma volta.

Nos resultados finais a análise é bastante detalhada tendo em conta o tipo de equipamento e o preço do mesmo. Podemos ver os KM percorridos, o tempo total do treino, as calorias queimadas, o ritmo e a velocidade média, a nossa cadência média assim como os passos dados e a média da nossa frequência cardíaca.

Huawei Band 6 caminhada

A aplicação deixa-nos ainda a sugestão do tempo de recuperação estimado para o corpo voltar a estar a 100%. A informação resumida pode então depois ser analisada através de diversos gráficos, com diferentes cores e com todos os pormenores do início ao fim do treino.

De forma geral, consideramos que a Huawei Band 6 em conjunto com a Huawei Saúde oferecem uma análise muito boa do treino efetuado com informação acima do esperado.

Autonomia e tempo de carregamento

No site oficial da Huawei Band 6 é indicado que a pulseira tem uma autonomia de 14 dias com uma utilização normal e 10 dias com uma utilização intensiva.

Huawei Band 6

Para esclarecer, a empresa descrimina como conseguiu os 14 dias de autonomia com a Huawei Band 6:

Dura 14 dias com uma utilização típica, nas seguintes condições: monitorização do ritmo cardíaco e controlo do sono ativados; ecrã consultado brevemente 200 vezes, 50 mensagens, 6 chamadas e 3 lembretes com alarme em 24 horas; treino de 30 minutos por semana. Dados dos laboratórios da Huawei. O tempo de utilização real pode variar em função dos seus hábitos de utilização.

Durante os nossos testes nunca conseguimos atingir os 14 dias de autonomia, mas também não estávamos a utilizar as mesmas definições indicadas acimada. Se as funções estão presentes na Huawei Band 6 então quisemos utilizar o máximo possível, portanto, ficou sempre todas as definições de monitorização automáticas ligadas, sendo indicado logo que isso poderia diminuir a autonomia da pulseira.

Mesmo com tudo ligado a pulseira aguentou 8 dias com uma utilização acima da média n que diz respeito à quantidade de notificações recebida além de que, tendo o gesto de ativação ligado, a pulseira acaba por acender o ecrã mais vezes que o necessário com simples movimentos do dia a dia.

Huawei Band 6

Mesmo assim, tendo em conta que é mais que uma pulseira mas menos que um smartwatch, consideramos que é uma autonomia muito boa para estes equipamentos.

O carregamento é extremamente rápido carregando dos 0% até perto dos 100% em menos de 45 minutos. Para uma carga total podemos contar com cerca de 1h, mas tendo em conta que só temos de nos preocupar com um novo carregamento ao fim de mais de uma semana, é mais que aceitável. A rapidez com que a Huawei Band 6 consegue carregar permite que numa questão de minutos consigamos ter bateria suficiente para aguentar um bom par de horas fora de casa sem preocupações.

Veredito final

A Huawei Band 6 conseguiu surpreender pela positiva. Pessoalmente, os ecrãs quadrados/retangulares nunca foram uma preferência para estes equipamentos, mas o design cuidado que a Huawei ofereceu acabou por cativar e, no final dos testes, a opinião tinha mudado quanto ao formato do relógio.

A autonomia é, sem dúvida alguma, um ponto de destaque para a pulseira pois não existem muitos equipamentos dentro da mesma faixa de preços que ofereçam as mesmas funções e o mesmo tipo de ecrã e que consigam garantir tanto tempo de autonomia.

Infelizmente, tivemos alguns problemas aqui e ali com a ligação ao smartphone. Por muito que escolhêssemos ignorar qualquer tipo de gestão de bateria ou definição de poupança de bateria no que diz respeito à aplicação Huawei Saúde, uma vez por outra, se ficássemos muitas horas sem abrir a aplicação, a ligação com o relógio era perdida.

Huawei Band 6

Isto acontecia maioritariamente de manhã, ao acordar, que verificávamos que a maior parte das noites a ligação acabava por se perder e, outras vezes, a meio da tarde. Não conseguimos perceber o que levava a esta perda de ligação uma vez que a aplicação Saúde estava sempre a correr em segundo plano e a notificação de contagem de passos estava ativa como era recomendado pela app.

No entanto, deixamos a ressalva que tratando-se de um equipamento Samsung e não um Huawei poderá haver sempre este tipo de pequenos inconvenientes entre marcas. Mesmo assim, não foi nada que tivesse estragado a experiência de utilização da Huawei Band 6.

O seu peso e design oferecem bastante conforto no pulso e não incomodaram em nenhum atividade do dia a dia. Sem sombra de dúvidas que passa a imagem de ser um equipamento mais caro do que realmente é, até pela forma detalhada como consegue monitorizar diversos pontos de saúde.

Huawei Band 6

O facto de não conseguirmos interagir com as notificações recebidas tornava-se um pouco mais chato, pois leva-nos sempre a retirar o smartphone do bolso para marcar alguma coisa como lida ou apenas para responder com um “sim” ou um “não”. No entanto, percebemos que esta poderá ser uma das limitações que se prende ao facto de ser um smartphone de outra marca.

De forma geral, a Huawei Band 6 deixou uma boa impressão e surpreendeu bastante durante os testes. Comparando com a sua versão de smartwatch, ou seja, com o Watch Fit, perdemos apenas no ecrã (que é mais pequeno na Huawei Band 6) no facto de não ter GPS integrado e de não mostrar as orientações de exercícios como no Huawei Watch Fit.

Huawei Band 6

Um obrigado à Huawei por nos disponibilizar a Huawei Band 6 para testes.

Huawei Band 6

69,90€
9.2

Design

9.5/10

Ecrã

9.5/10

Conforto

10.0/10

Conetividade

8.0/10

Autonomia

9.0/10

Pros

  • Monitorização de sono muito completa
  • Monitorização de atividade física com muitos detalhes
  • Aspeto de smartwatch a preço de smartband
  • Autonomia
  • Design

Contras

  • Limitações com equipamentos não Huawei
  • Falta de GPS
  • Aplicação desconecta da pulseira sem razão aparente (testado num equipamento Samsung)

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade