fbpx

Huawei, OPPO e Xiaomi preparam-se para lançar smartphones com Mediatek Dimensity 720

Depois de um período em que a Mediatek manteve uma presença mais discreta no mercado, a marca taiwanesa fez agora um regresso em grande com os seus novos processadores Dimensity.

Atualmente são cada vez mais as marcas que optam por esta solução que promete um bom desempenho e conectividade 5G a um preço abaixo das soluções da Qualcomm.

Depois de ter lançado a nova serie Dimensity 700, estreada com o processador Mediatek Dimensity 720, a marca taiwanesa vem revelar que a Huawei, a OPPO e a Xiaomi serão as primeiras marcas a lançar smartphones equipados com este processador.

huawei 5g
Publicidade

Mediatek Dimensity 720 irá equipar smartphones da Huawei, OPPO e Xiaomi

A Mediatek lançou recentemente um novo processador para a gama média, o Dimensity 720. Este é um SoC octa-core de 7nm, fabricado pela TSMC, e que conta com dois cores principais Cortex-A76 que prometem uma melhor fluidez na responsividade das aplicações.

Vem também equipado com uma GPU Mali G57 e suporte até 12GB de RAM LPDDR4X, UFS 2.2, agregação de operadoras 2CC, VoNR, 5G/4G Dual SIM dual standby e 5G sub-6GHz.

Além disso, suporta ecrãs com taxa de atualização até 90 Hz, Miravision, HDR10+ e, nas câmaras, permite um sensor até 64 MP e um sistema dual camera de 20 MP + 16 MP com integração de inteligência artificial através de um NPU integrado.

Agora, a Mediatek revelou que os primeiros smartphones equipados com este processador serão da Huawei, OPPO e Xiaomi, devendo em breve surgirem novidades.

As marcas chinesas estão a apostar forte nos processadores Mediatek, levando a crer que estão a reduzir a sua dependência da Qualcomm e das tecnologias americanas de forma a serem solidárias com a Huawei.

Quer ganhar uma Mi Band 5? Carregue aqui

Partilhe este artigo

2 comentários em “Huawei, OPPO e Xiaomi preparam-se para lançar smartphones com Mediatek Dimensity 720”

    • Esta recém aposta da Mediatek é forte. Mas é avaliar os equipamentos que estão a sair agora e perceber se estão no bom caminho e se podem ser uma boa solução.

      A Qualcomm também já precisa de concorrência para ver se baixa os preços 🙂

      Responder

Deixe um comentário

Publicidade