fbpx

Mediatek desmente estratégia para ser intermediária na compra de processadores pela Huawei

Com a sua última medida, o Governo Americano colocou a Huawei em verdadeiras dificuldades ao proibir a TSMC de produzir os processadores Kirin.

Embora a marca chinesa tenha conseguido fazer uma encomenda que lhe garante stock de processadores por 2 anos, a verdade é que o desenvolvimento de novos chips está em risco e a Huawei precisa urgentemente de arranjar alternativas.

Nas últimas semanas, vários têm sido os rumores lançados sobre as alternativas da Huawei. Se inicialmente se falava que a gigante chinesa podia passar a incorporar chips da Mediatek, houve também quem referisse que esta podia ser a oportunidade da Qualcomm requisitar uma licença de venda e angariar um cliente relevante para as suas vendas e para a economia americana.

As mais recentes informações apontam a Mediatek como intermediária de compra de processadores à TSMC, algo que empresa taiwanesa vem agora negar.

huaweitsmc
Publicidade

Mediatek nega rumor onde seria intermediária da Huawei para compra de processadores

Vários meios têm difundido nos últimos dias um rumor que aponta a Mediatek como intermediária na compra de processadores à TSMC. Ou seja, de forma a contornar as limitações americanas, a Mediatek iria utilizar os planos dos processadores Kirin para mandar produzir processadores à TSMC, vendendo de seguida estes chips renomeados em exclusivo à Huawei.

Como resposta a esta teoria, a Mediatek veio rapidamente negar toda a informação, referindo a empresa taiwanesa sempre cumpriu as leis e regulamentações globais e que os seus produtos são standards, não existindo produtos especiais para clientes específicos.

Após estas declarações, fica assim eliminada esta hipótese para a Huawei. Sem possibilidade de produzir os seus processadores Kirin, resta agora a hipótese de conseguir encontrar um fornecedor que não utilize tecnologia americana ou que aceite contornar as regras impostas ou, caso não o consiga, optar por abandonar os seus Kirin e apostar em chip da Mediatek ou Qualcomm.

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade