fbpx

Microsoft e Walmart podem tornar TikTok numa plataforma e-commerce para criadores de conteúdo

O TikTok tem estado debaixo de fogo em vários países, mas é nos Estados Unidos que as dificuldades são atualmente mais acrescidas.

Depois de Trump anunciar a proibição da rede social nos Estados Unidos caso a ByteDance não vendesse a operação a uma empresa americana, a rede social começa agora a ficar cada vez mais pressionada para tomar uma decisão.

Caso a empresa chinesa decida vender, opções não faltam, estando a Microsoft, Oracle e Twitter na corrida, com a Google também à espreita.

Se até agora a Oracle parecia a marca melhor posicionada para garantir a rede social, uma parceria entre a Microsoft e a Walmart podem mudar o rumo deste negócio.

tiktok microsoft
Publicidade

Microsoft e Walmart juntas para garantir TikTok

Embora ainda não haja detalhes sobre os moldes em que o negócio pode ser feito, a parceria Microsoft e Walmart tornou-se agora num dos mais fortes pretendentes à compra do TikTok.

Este interesse da gigante de retalho americano na rede social entra assim na sua estratégia para apostar no e-commerce e combater o crescimento da Amazon.

tiktok wallmart

O TikTok é assim visto como uma ferramenta chave para chegar aos seus clientes através do omnicanal, aliando assim as suas ferramentas de Marketplace e publicidade a um novo canal onde os seus utilizadores e vendedores podem criar conteúdo.

As duas gigantes americanas tentam agora desviar o curso do negócio e puxar para si uma compra que se poderá tornar num dos maiores negócios da história.

Siga o Techbit no Facebook

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade