Análise Redmi Note 12 Pro+ 5G – o melhor da família com 200MP

Na última apresentação da família Redmi Note, a Xiaomi apresentou para o mercado uma vasta gama de smartphones que pretendem oferecer o melhor a nível de características numa gama de preços mais baixa que o habitual.

As versões Pro foram pensadas para serem uma espécie de smartphone topo de gama, mas a um preço muito mais acessível e, como tal, se o topo de gama da Xiaomi conta com 200MP, o Redmi Note 12 Pro+ 5G também teria de conseguir essa proeza.

Redmi Note 12 Pro+ 5G
Publicidade

Tivemos em mão este smartphone por uns dia e testámos o que é possível fazer com um equipamento de 499.99€ que pretende ser um topo de gama sem, de facto, o ser.

Um fator que temos de ter em conta no decorrer de toda a análise ao Redmi Note 12 Pro+ 5G, é que as diferenças face ao seu irmão mais novo, o Redmi Note 12 Pro 5G (já analisado por nós), são mínimas. Umas melhorias aqui e outras ali, mas no fundo achamos que a existência dos dois modelos no mercado poderá não ser necessária, podendo um acabar por estragar as vendas do outro consoante os preços que sejam praticados para cada versão.

Uma vista por dentro do Redmi Note 12 Pro+ 5G

Para começar, estamos perante um smartphone que segue as mesmas linhas dos outros modelos. Conta com um ecrã AMOLED de 6.67 polegas, com resolução FHD+ e uma taxa de atualização de 120 Hz.

No que diz respeito ao brilho máximo, podemos contar com 900 nits e a proteção Corning Gorilla Glass 5 para garantir que não se parte ao mínimo impacto.

Redmi Note 12 Pro+ 5G

O Redmi Note 12 Pro+ 5G conta com 8GB de RAM e 256GB de memória interna como base e é alimentado por uma bateria de 5000 mAh com capacidades de carregamento rápido de 120W.

A nível de poder de processamento, tudo está assegurado pelo conhecido processador MediaTek Dimensity 1080 de 6nm com CPU Octa-core, até 2,6 GHz e GPU Mali-G68.

Redmi Note 12 Pro+ 5G

Conta com um sistema de arrefecimento líquido de forma a conseguir aguentar as tarefas mais pesadas sem começar a aumentar a temperatura.

Além disso, o Redmi Note 12 Pro+ 5G conta ainda com o leitor de impressões digitais no botão de ligar/desligar, duas colunas, entrada jack 3.5 mm e emissor de IR para controlar diversos equipamentos.

A nível das câmaras encontramos o conjunto triplo já conhecido da gama Redmi Note 12, com o sensor principal de 200MP, a câmara Ultra Grande Angular de 8MP e a Macro de 2MP.

Redmi Note 12 Pro+ 5G

O Redmi Note 12 Pro+ 5G pesa ainda 210,5g, um pouco mais que o seu irmão mais novo, devido aos diferentes materiais utilizados na sua construção, como é o caso da traseira em vidro e do próprio módulo para as câmaras que albergam um sensor maior.

Autonomia e carregamento

Este é um ponto que pouco mais existe a dizer além de: a Xiaomi sabe bem o que está a fazer.

Não nos recordamos de qual foi o último smartphone da empresa que não nos tenha aguentado mais de um dia com um utilização acima da média, seja ele um topo de gama ou um entrada de gama.

A empresa tem vindo a melhorar cada vez mais o sistema operativo de forma a gerir a energia dos equipamentos de forma eficiente e oferecer autonomia suficiente para que o utilizador não tenha de se preocupar durante o dia. Isso aliado ao carregamento ultra rápido, é um ponto que temos sempre de destacar na marca.

Por menos de 500€ conseguimos ter um smartphone que dura o dia todo ligado e, se houver algum esquecimento, bastam 19 minutos para ele ir dos 0% aos 100% com o carregador que vem incluído na caixa.

Este campo vai ser sempre um dos favoritos da marca que, parecendo que não, faz alguma diferença na nossa rotina normal.

Um topo de gama por menos de 500€?

A ideia da Xiaomi era conseguir oferece a experiência de um verdadeiro smartphone topo de gama sem ter de cobrar o valor atual de mercado desses equipametos.

Com o Redmi Note 12 Pro+ 5G temos de admitir que essa realidade não é assim tão absurda. Se é de facto um topo de gama? Não. Se consegue enganar muitas pessoas e fazer-se passar por isso? Sim, isso consegue.

Redmi Note 12 Pro+ 5G

Isto porque, atualmente, a grande maioria dos consumidores não utiliza nem metade das características que fazem um smartphone topo de gama ser, de facto, um topo de linha. Desta forma, o que a Xiaomi se focou em fazer, foi pegar nessa metade que é utilizada e fazer um smartphone focado nesses pontos.

O Redmi Note 12 Pro+ 5G oferece uma câmara de muito boa qualidade, um aspeto premium com um toque robusto e que não passa a ideia (hoje em dia) de ser um equipamento “barato”, com muito boa autonomia, um processador de topo e uma experiência de utilização muito bem conseguida.

O elefante na sala: a fotografia

No campo da fotografia, que é o ponto de maior destaque neste Redmi Note 12 Pro+ 5G, contamos com um sensor principal de 200MP que, uma vez mais reforçamos, não implica obrigatoriamente fotografias com melhor qualidade.

Neste caso em concreto, as fotos de toda a gama Redmi 12 têm-se mostrado bastante boas para a gama em que cada equipamento se insere, no entanto, tendo em contra que existe o modelo Pro e o modelo Pro+, a diferença aqui já se torna mais complicada de justificar, mas existe!

As fotos durante o dia são muito bem conseguidas, com o Redmi Note 12 Pro+ 5G a oferecer resultados equilibrados com cores muito semelhantes à realidade e sem exagerar no HDR. O modo de 200MP consegue oferecer muito mais detalhe em todos os pontos, mesmo perdendo alguma capacidade HDR no que diz respeito ao céu e às zonas mais brancas ou com maior incidência da luz.

Existe uma boa consistência entre as diferentes câmaras, sem que haja grandes alterações anível de cor, notando-se apenas que a câmara de zoom é um pouco inferior na qualidade final, mostrando uma imagem mais esbranquiçada e ligeiramente esbatida.

O modo retrato funciona bem no Redmi Note 12 Pro+ 5G, consegue um recorte muito bom dos sujeitos em foco, mesmo que estejam a mexer-se.

Já a câmara macro, que até agora tem sido sempre o ponto mais fraco de todos os smartphones da linha Redmi 12, conseguiu de alguma forma ser melhorada e apresentar resultados mais apresentáveis. Não sabemos se tem a ver com as condições de iluminação, se tem a ver com o smartphone em si ou mesmo com as características gerais, mas os resultados obtidos com o Redmi Note 12 Pro+ 5G pareceram-nos com mais qualidade que os restantes.

A nível noturno também nos pareceu existir uma melhoria, especialmente nas fotos em ambiente interior pouco iluminado, em que os resultados pareceram bastante satisfatórios dadas as condições de iluminação do local e a foto final em que se consegue perceber bem todo o ambiente.

No campo da foto, o Redmi Note 12 Pro+ 5G parece ter corrigido as pequenas falhas que existiam nas versões abaixo acrescentando ainda o sensor de 200MP para conseguir uma fotografia com mais detalhes e que permite obter muito mais informação no ambiente fotografado.

Som de gama média alta

A nível de som o Redmi Note 12 Pro+ 5G fica um pouco aquém dos verdadeiros topo de gama, no entanto, para assistir a alguns vídeos, ouvir música ou alguns podcasts, é mais que sificiente.

Não temos presente um som extraordinário que nos faça referir como uma ponto positivo, mas também não é um som que custe a ouvir e que saia distorcido de forma alguma.

Redmi Note 12 Pro+ 5G

Quer dizer, se aumentarmos o volume para o máximo podemos sentir alguma distorção nalgumas músicas. Os graves não estão muito presentes, sendo maior o foco nos agudos, mas para a grande maioria dos utilizadores será bom o suficiente.

Veredito final

O Redmi Note 12 Pro+ 5G foi, sem sombra de dúvidas, o melhor da família. Acaba por ser aquele smartphone que junta tudo o que os restantes modelos têm e eleva a fasquia.

No entanto, com tanta segmentação dentro da mesma gama, poderá acabar por existir alguma dificuldade em perceber se os 100€ de diferença face ao modelo Pro valem a pena.

Redmi Note 12 Pro+ 5G

O Redmi Note 12 Pro+ 5G tem um grande ecrã, muito bem conseguido, e que funciona muito bem nos dias com mais sol. Além disso, as câmaras conseguem resultados melhores e aqui sim poderá ser o ponto que faz toda a diferença na altura da escolha.

O carregamento de 120W é sempre um gosto de ter presente, pois permite poupar imenso tempo com os carregamentos e ainda oferecer uma bateria complemente carregada nos dias em que adormecemos e não nos lembrámos de deixar o smartphone ligado à ficha.

Redmi Note 12 Pro+ 5G

É uma experiência agradável de se ter na mão e consegue correr todo o tipo de conteúdos, desde os mais leves aos mais pesados, podendo passar por um topo de gama graças ao Dimensity 1080 da MediaTek. No entanto, com a existência do modelo Pro no mercado, fica confuso entender o porquê dos dois equipamentos, ambos são muito bem conseguidos e as diferenças não são abismais.

O Redmi Note 12 Pro+ 5G será sempre uma melhor opção de compra, tendo em conta as melhorias que traz consigo, mas tudo vai sempre depender do valor a que estiver o modelo Pro, pois com promoções à mistura a diferença de € poderá ser maior ou menor.

Redmi Note 12 Pro+ 5G

No final de contas, o Redmi Note 12 Pro+ 5G não deixa de ser um equipamento muito bom para o preço que tem e consegue até ter alguns pontos mais bem trabalhados que outros equipamentos considerados topo de gama, o que o torna uma escolha mais que perfeita para a grande maioria dos consumidores que querem ter um smatphone bom mas não querem gastar 1000€.

O Redmi Note 12 Pro+ 5G encontra-se à venda por um PVP de 499.99€.

Compra recomendada Techbit 2023

Agradecemos à Xiaomi por nos ter disponibilizado o Redmi Note 12 Pro+ 5G para análise.

Redmi Note 12 Pro+ 5G

499.99€
9.1

Ecrã

9.0/10

Performance

9.5/10

Câmaras

9.0/10

Autonomia

9.5/10

Preço

8.5/10

Pros

  • Câmaras
  • Autonomia e Carregamento 120W
  • Processador

Contras

  • Som
minibanner thunderx3

Partilhe este artigo

Techbit
RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS TECNOLÓGICAS NO SEU EMAIL
Invalid email address
Prometemos não fazer spam e enviar apenas os conteúdos essenciais

2 comentários em “Análise Redmi Note 12 Pro+ 5G – o melhor da família com 200MP”

  1. Que comparação poderiam fazer entre este Redmi e o Samung A32 4G?
    Este Samsung sinceramente parece-me extremamente fraco considerando as características que apresenta – mesmo com todo o processador e RAM que tem muitas vezes o sistema fica extremamente lento. Por exemplo quando abro a câmara entre o premir o ícone e a camara abrir pronta a disparar podem chegar a passar uns 4 ou 5 segundos (e a oportunidade de uma foto única já foi)! Tive um Huawei Mate 20 Pro que nessa situação era praticamente instantânea e a qualidade das fotos não ficava nada abaixo.
    Assim, justifica-se trocar o A32 pelo Redmi 12 Pro Plus?
    Nota: muitas reviews que li, estrangeiras, põe de rasto as camaras dele – a única coisa boa é a de 200MP porque a de 8MP é uma desgraça e a de 2MP nem falam nela (o A32 tem 5MP e não é nada de jeito). Que me podem comentar?

    Responder
    • Olá, Manuel
      Antes de qualquer coisa, a comparação que fizeste fica difícil de comentar pois estamos a falar de dois equipamentos completamente opostos. Por um lado temos o A32 que é um equipamento de gama média/baixa VS o Huawei Mate 20 Pro que se trata de um topo de gama, pelo que o processamento de qualquer tarefa vai ter tempos de resposta completamente diferentes.
      Quanto à comparação entre o A32 e o Redmi Note 12 Pro + 5G poderá ser uma troca de equipamento que faça sentido. As características deste A32 são inferiores no papel, além de ainda não ser compatível com a rede 5G. Quantos à fotografia do Redmi, tens os exemplos na análise para perceberes com o que contas, claro que não são fotografias de topo, mas dentro dos valores pagos, não achamos que sejam uma desgraça (além de que o modo 200MP é muito específico e não é utilizado com tanta frequência como é promovido). O sensor principal é, de facto, bastante bom para o preço do equipamento, os restantes sensores podem ficar um pouco aquém do principal, mas não achamos que seja um desgraça.
      Se procuras melhorar o processamento, sim, é uma troca que poderá fazer sentido. Se procuras algo que seja semelhante ao Huawei Mate 20 Pro que tinhas, então terás de procurar um equipamento que seja de topo.
      Espero ter esclarecido 😀

      Responder

Deixe um comentário

Publicidade
Blogarama - Blog Directory