fbpx

Restrições de Trump à Huawei estão a criar elevados níveis de stock de semicondutores

Nos últimos meses temos assistido a um aumento nas restrições impostas por Trump à Huawei.

Se inicialmente havia uma proibição de negociação das empresas americanas com a marca chinesa, estas limitações evoluíram de tal forma que qualquer empresa mundial que utilize tecnologia americana está proibida de vender componentes à Huawei sem uma licença exclusiva.

Segundo dados de uma consultora, estas medidas poderão estar a criar um excedente de stock de semicondutores que poderá prejudicar as fabricantes destes chips.

huawei processadores
Publicidade

Empresas de semicondutores americanas com excesso de stock

Com as últimas medidas de Trump, várias foram as empresas que ficaram impossibilitadas de fornecer componentes à Huawei, prejudicando assim muitas empresas americanas que estão a acumular um valor elevado de stock.

De forma a combater estas perdas e tentar incentivar a transferência da produção na China para outro local, Trump anunciou um pacote de 22,5 mil milhões de dólares para estas empresas, valor que está a ser considerado insuficiente, sendo mesmo pedido o dobro para que seja possível compensar de alguma forma as quebras de vendas que se têm registado.

No entanto, mesmo com as quebras na venda à Huawei e devido aos efeitos do Covid-19, a empresa de consultoria VLSI Research prevê um crescimento de 7% no mercado global de semicondutores, um resultado que se pode considerar positivo face ao período em que vivemos.

Siga o Techbit no Facebook

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade