Revolut lança curso para ajudar utilizadores a identificar fraudes

Novos dados da Revolut revelam que 86% dos consumidores portugueses aperceberam-se do aumento de fraudes online, sendo que 35% admitiram ter sido vítimas de burla no último ano.

Para combater esta realidade, é hoje lançado um novo curso na app Revolut que tem como objetivo ajudar os clientes a identificar os principais sinais de fraude e expor as sofisticadas técnicas que os vigaristas utilizam para roubar dinheiro.

Revolut alerta que apenas 20% dos consumidores portugueses sabem detetar sinais de alerta de uma burla

Um estudo recente encomendado pela Revolut e realizado pela Dynata, sugere que os consumidores em Portugal estão cada vez mais expostos a fraudes e burlas.

86% dos consumidores portugueses aperceberam-se do aumento de fraudes online, sendo que 35% admitiram ter sido vítimas de burla no último ano e 37% conhecem alguém que tenha sido.

E por isso que a Revolut anunciou o lançamento de um novo curso gratuito na app, concebido para ensinar às pessoas como combater burlas e dar-lhes ferramentas e técnicas que as ajudam a manter o seu dinheiro seguro.

A pesquisa da Revolut revela que apenas dois em cada dez consumidores em Portugal se sentem extremamente confiantes na sua capacidade de detetar e evitar uma fraude, e quase dois terços confessam que não têm a certeza do que seria necessário fazer caso se vissem numa situação destas. 

revolut curso burlas
Publicidade

Além disso, 14% dos consumidores portugueses indicam que provavelmente não conseguiriam detetar todos os sinais de um anúncio falso nas redes sociais.

Quando questionados sobre os canais ou ambientes onde se sentem mais vulneráveis, os portugueses assinalaram sobretudo os SMS fraudulentos (57%), as compras online (56%) e os anúncios falsos em redes sociais (42%).

Por outro lado, as apps e sites de encontros só foram apontados como a principal fonte de preocupação para 6% dos inquiridos, embora esta percentagem tenha subido para 12% nos inquiridos entre os 18 e os 24 anos.

De acordo com os dados mais recentes da GATA (Global Anti-Fraud Alliance), em 2021, mais de 50 mil milhões de euros foram perdidos em todo o mundo devido a fraudes. Em Portugal, os dados do Portal da Queixa mostram que as queixas relativas a burlas online aumentaram 43% este ano, entre janeiro e abril, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Vulnerabilidade dos consumidores

Apesar da presença generalizada da fraude, os consumidores ainda não sabem como se podem proteger das burlas.

O relatório mostra também que os portugueses consideram que a educação é fundamental para lidar com fraudes e burlas: 96% dos inquiridos confirmam que se sentiriam mais preparados para evitar e/ou lidar com burlas se tivessem a formação adequada.

Para fazer face a esta procura, a Revolut está a adotar uma abordagem inovadora para sensibilizar os seus clientes para as burlas, com o lançamento do seu novo curso. Este incluirá cinco lições: introdução à fraude, burlas de compras, esquemas de investimentos, burla de falsificação de identidade e fraudes de roubo de conta, e foi desenvolvido pelos especialistas em fraude da Revolut de forma a abranger os tipos de fraude mais comuns. Todas as aulas serão em português.

cibercrime ciberseguranca hackers internet ransomware malware

Cada lição incluirá materiais que explicam os diferentes tipos de fraude, a forma como os clientes se podem proteger, e partilharão exemplos de como estas fraudes podem ocorrer, com base em exemplos da vida real. Os clientes podem então testar o que aprenderam, ao completar a lição.

O curso é gratuito e pode ser acedido na app Revolut*, através da página inicial > Centro de Gestão > Aprender.

Com o lançamento do nosso novo curso sobre fraudes na app, o nosso objetivo é utilizar a educação como ferramenta para capacitar os nossos clientes a sentirem-se mais conscientes, em controlo e bem armados para agir caso encontrem burlões online, nas redes sociais ou por telefone.

Aaron Elliott-Gross, Head of Fraud and Financial Crime na Revolut

A Revolut investe fortemente na proteção dos clientes, com mais de um terço da sua força de trabalho a desempenhar funções relacionadas com a criminalidade financeira. O banco analisa cada uma das 500 milhões de operações que os seus clientes fazem todos os meses para detetar sinais de fraude e, quando o seu modelo de fraude deteta uma possível burla, intervém e avisa o cliente.

Aaron Elliot-Gross acrescenta: “A Revolut trabalha arduamente para proteger os seus clientes de fraudes. Analisamos cada uma das 500 milhões de operações que os nossos clientes fazem todos os meses para detetar sinais de fraude e, quando o nosso modelo de fraude detecta um risco de burla, intervimos, retemos a transferência e avisamos o cliente.

Os clientes também desempenham um papel vital na proteção contra fraudes, e o nosso novo curso tem como objetivo ajudá-los a detetar uma burla quando podem estar a ser vítimas de uma. Se não tiver a certeza e vir um dos nossos avisos, preste atenção e não conclua a transferência”.

minibanner apnx

Partilhe este artigo

Techbit
RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS TECNOLÓGICAS NO SEU EMAIL
Invalid email address
Prometemos não fazer spam e enviar apenas os conteúdos essenciais

Deixe um comentário

Publicidade
Blogarama - Blog Directory