Samsung Galaxy S22 Ultra com diferenças no DxOMark consoante o processador utilizado

Aos anos que os fãs da marca pedem para que a Samsung deixe de lançar dois modelos do mesmo equipamento para os mercados, um com processador Snapdragon e outro com o processador próprio, o Exynos. Uma vez mais são destacadas as diferenças entre estes dois modelos através dos testes da DxOMark.

Os testes à câmara dos dois equipamentos da Samsung apresentaram resultados ligeiramente diferentes entre o modelo com Snapdragon e o modelo com Exynos.

Samsung Galaxy S22 Ultra
Publicidade

Samsung Galaxy S22 Ultra com 131 pontos no DxOMark

Os resultados não são muito diferentes um do outro, aliás, quem vir apenas a pontuação final e der uma vista de olhos rápida nem deve conseguir perceber muito bem onde estão as diferenças. No entanto, elas existem.

O resultado final atribuído as duas versões do Samsung Galaxy S22 Ultra foi de 131 pontos. A diferença apontada e que está a criar alguma indignação perante os fãs da marca, é que o smartphone com o processador Snapdragon 8 Gen 1 consegue resultados com menos ruído quando comparado com o equipamento com o Exynos 2200.

Screenshot 2022 04 26 134743 samsung

Ambos produzem algum ruído na imagem, isso é inevitável, no entanto parece que o processador da Qualcomm é mais eficaz a disfarçar essas coisas apesar do hardware dos telemóveis da Samsung serem em tudo idênticos.

Para contrastar com este cenário inicial, na câmara telephoto, com pouca luminosidade, o Samsung Galaxy S22 Ultra equipado com o processador Exynos 2200 consegue obter resultados com menos ruído na imagem quando comparado com o modelo com o processador Snapdragon 8 Gen 1.

Já no vídeo a DxOMark considera que o Exynos oferece um resultado mais natural do que está a ser filmado e que o Snapdragon tem alguma tendência em exagerar nos contornos dos objetos, carregando demasiado os detalhes e dando-lhes um resultado final menos natural.

Screenshot 2022 04 26 134730 samsung

No final das contas, as duas versões mostram-se diferentes uma da outra mesmo tratando-se, para todos os efeitos, do mesmo equipamento. De forma geral, uma versão consegue vantagens numa área e a outra ganha pontos noutra área.

Para já não há muito que se possa fazer pois a Samsung mantém a decisão de enviar para alguns mercados o processador proprietário em vez da versão com o processador da Qualcomm, a versão mais requisita pelos consumidores.

Partilhe este artigo

Techbit
RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS TECNOLÓGICAS NO SEU EMAIL
Invalid email address
Prometemos não fazer spam e enviar apenas os conteúdos essenciais

Deixe um comentário

Publicidade
Blogarama - Blog Directory