fbpx

Xiaomi revela 3ª geração da sua câmara debaixo do ecrã com chegada em 2021

O mercado dos smartphones está em constante evolução, com os fabricantes a procurar constantemente inovações e melhorias para os seus equipamentos.

Enquanto várias marcas começam agora a focar-se no desenvolvimento de smartphones com ecrãs dobráveis, também nos ecrãs atuais se procura uma forma de retirar o notch de forma a oferecer um ecrã completo ao utilizador.

Se é verdade que alguns fabricantes contornaram esta limitação com um sistema mecânico pop-up, este levanta algumas fragilidades para quem pretende incluir uma proteção contra a água e a poeira, além da câmara não estar sempre disponível para desbloqueio facial.

 Nesse sentido, vários fabricantes competem agora para implementar a câmara debaixo do ecrã. Embora a ZTE já tenha anunciado que irá lançar o primeiro smartphone com esta tecnologia, a Xiaomi exibe agora a 3ª geração desta sua tecnologia cada vez mais funcional.

xiaomi camara debaixo do ecra
Publicidade

Xiaomi exibe tecnologia quase perfeita de câmara debaixo do ecrã

A Xiaomi começou por revelar a sua investigação nesta área quando apresentou o primeiro protótipo em junho de 2019. No entanto, esta versão apresentava várias limitações, uma vez que a densidade de pixéis em cima da câmara tinha sido bastante reduzido de forma a tornar a câmara utilizável.

Depois de apresentar uma melhoria com a 2ª geração em outubro de 2019, a marca introduz agora, passado quase um ano, uma versão bastante mais madura desta tecnologia.

Segundo a marca, nos primeiros desenvolvimentos a marca usava apenas metade dos pixéis quando comparado ao restante painel, algo que mudou com esta 3ª geração.

xiaomi camara debaixo do ecra

Agora, a marca desenvolveu uma tecnologia própria de disposição de pixéis que permite a transmissão de luz pela área com menos pixéis, além de ter aumentado o número de pixéis na horizontal e vertical para ganhar uma maior densidade. Para complementar, a Xiaomi desenvolveu uma melhoria no circuito do ecrã OLED para melhorar a transmissão de luz debaixo da câmara, assim como um algoritmo para o sensor frontal para otimizar a captura de fotografias para se assemelhar às câmaras atuais.

Com esta nova tecnologia, a marca chinesa consegue assim aproximar a densidade de pixéis, a precisão e gama de cores e o brilho.

Esta tecnologia está pronta para produção em massa e deverá chegar aos equipamentos da marca chinesa no final de 2021.

Siga o Techbit no Facebook

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade