Xiaomi desafiou realizadores a gravarem curtas-metragens com os seus smartphones

A segunda edição do Xiaomi Film Festival teve como tema “For you, the world” sendo um sucesso a nível de mostrar as capacidades técnicas das câmaras dos smartphones Xiaomi que permitem criar curtas metragens com a qualidade superior que é esperada por realizadores profissionais.

Um dos objetivos do concurso é demonstrar como os smartphones da empresa permitem obter resultados profissionais a nível do cinema para que qualquer pessoa possa dar asas à sua criatividade.

maxresdefault Xiaomi
Publicidade

Xiaomi reuniu vários cineastas de diversas partes do mundo

O evento dedicado a curtas-metragens produzidas utilizando smartphones Xiaomi permitiu mostrar obras de vários cineastas de diversas zonas do mundo.

Entre eles o Xiaomi Creator Eduardo Ohara, a realizadora e graduada pelo American Film Institute (AFI) Amelie Wen, bem como o reconhecido e oscarizado cineasta James Lucas.

Este ano o tema foi “For you, the world” (Para ti, o mundo) de forma a mostrar que todos têm momentos, emoções e histórias nas suas vidas que merecem ser gravadas e partilhadas com o mundo.

“Para nós, o Xiaomi Film Festival teve sempre como objetivo celebrar o melhor do cinema móvel e dar aos cineastas e criadores de todo o mundo uma plataforma e ferramentas para explorar esta excitante fronteira da produção cinematográfica. Este ano esperamos continuar a expandir a plataforma que criámos no ano passado e a explorar o excitante mundo da produção de filmes em smartphones”

Steven Senshan, Diretor dos Estúdios Xiaomi

Filmes presentes no festival

“A Fénix de Gloucester”, de James Luca

“A Fénix de Gloucester” foi o filme de estreia do festival. Nesta curta-metragem o cineasta retrata a temática do festival com uma história calorosa e tocante entre o protagonista Charlie, um jovem escritor perdido, e o seu avô, que está próximo do fim da sua vida.

Depois de ter sido enviado em missão pelo seu avô para encontrar “A Fénix”, Charlie começa a compreender o que o seu avô realmente significava e esta viagem torna-se transformadora dentro do círculo eterno da vida.

“Blooming”, de Eduardo Ohara

No segmento Xiaomi Creator do festival, o cineasta brasileiro Eduardo Ohara foi convidado a partilhar o seu ponto de vista sobre o que seria o mundo para ele. A curta-metragem “Blooming” conta a história de uma escritora chamada Sara, que está a ter dificuldades em trabalhar no seu segundo livro, com a pressão a vir de todas as direções.

Um dia, uma visita inesperada do seu sobrinho sobrecarrega-a ainda mais à medida que as diferenças entre as duas personagens se tornam aparentes. Estas diferenças, contudo, acabam por mudar a vida de Sara quando o sobrinho lhe mostra como perceber o mundo de forma diferente.

“Elaine & Mike”, de Amelie Wen

A ideia da Xiaomi é mostrar como os seus smartphones podem ser utilizados para obter resultados cineastas profissionais e, como tal, Amelia Wen, realizadora e licenciada pelo AFI, aceitou o desafio e gravou, pela primeira vez, com um smartphone uma curta-metragem para mostrar a sua visão do mundo no festival.

Em “Elaine & Mike” é contada a história de dois ex-amantes que, após um longo tempo separados, sentem-se aliviados e gratos por saberem que estão a realizar os seus sonhos e a prosperar nas suas vidas atuais.

Documentário “Na Vanguarda da Imagem Móvel | Edição Especial da Academia Xiaomi”

O festival desde ano contou ainda com algumas experiências e eventos cinematográficos na programação, onde estava incluído o documentário “Na Vanguarda da Imagem Móvel | Edição Especial da Academia Xiaomi” sobre a evolução da imagem móvel.

O festival contou ainda com discussões livestream com convidados especiais para falarem sobre a magia do cinema e da tecnologia.

nordvpn black friday campanha

Partilhe este artigo

Techbit
RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS TECNOLÓGICAS NO SEU EMAIL
Invalid email address
Prometemos não fazer spam e enviar apenas os conteúdos essenciais

Deixe um comentário

Publicidade
Blogarama - Blog Directory