OnlyFans esclareceu as novas politicas que proíbem o conteúdo sexual

Os últimos dias têm sido uma controvérsia enorme contra a plataforma OnlyFans. Isto porque, após terem conseguido um grande aumento de utilizadores e subscritores por conta do conteúdo sexual que era, até então permitido, a plataforma decidiu agora proibir esse mesmo conteúdo.

A plataforma veio a público esclarecer que é proibida a partilha de uma “conduta sexual explicita”, mas, ao que parece, mostrar apenas algumas partes intimas do corpo não tem problemas.

OnlyFans Logo
Publicidade

Criadores de conteúdo sexual falam de abandonar a plataforma OnlyFans

De forma a tentar apaziguar as coisas, a plataforma OnlyFans veio a público esclarecer algumas das novas alterações que vão ser implementadas na rede. A justificação da plataforma prende-se em agradar às plataformas de pagamentos que impuseram também algumas restrições quanto aos pagamentos deste tipo de conteúdo.

No entanto, o OnlyFans levou as restrições a um ponto extremo que proíbe praticamente todo e qualquer conteúdo sexual, menos algumas partes do corpo que podem ser consideradas sexuais mas não o suficiente para desrespeitar as restrições.

Segundo a nova política do OnlyFans, os utilizadores não podem “fazer o upload, publicar ou mostrar conteúdo que promova, publicite ou faça referência a uma conduta sexual explicita. Isto significa que não podem ser publicadas referências a:

  1. relações sexuais reais ou simuladas, incluindo genital-genital, oral-genital, anal-genital, oral-anal, entre pessoas de qualquer sexo
  2. masturbação real ou simulada
  3. qualquer exibição do anus ou dos genitais de qualquer pessoa que seja extremo ou ofensivo
  4. material que mostre qualquer tipo, real ou simulado, de fluído corporal que, normalmente, é segregado durante a conduta sexual
preservativo onlyfans sexual

No entanto, a controvérsia torna-se ainda maior quando o conteúdo proibido parece não ter nada contra as mulheres poderem mostrar os seios de forma a gerar receitas, pois isso é considerado aceitável e dentro das novas normas. As criadoras de conteúdo mostraram-se revoltadas com estas novas políticas chegando mesmo a considerar que se trata de uma forma de descriminação face às mulheres por parte da plataforma OnlyFans.

Este movimento por parte da plataforma OnlyFans está a fazer com que as pessoas comparem o sucedido ao que aconteceu com a plataforma Tumblr que, inicialmente, permitia todo o tipo de conteúdo sexual e foi crescendo em grande força graças a este tipo de conteúdo e, de um momento para o outro, abandonou este tipo de criadores de conteúdo.

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade