h5n8jz6xbmp7ho5wzrzkh8db7odi8k

Apple toma medidas face aos conflitos entre a Rússia e a Ucrânia

A Apple optou por aplicar diversas medidas contra a Rússia no seguimento dos conflitos entre o país liderado por Putin e a Ucrânia. As vendas foram colocadas em pausa, as exportações para o país foram canceladas e alguns serviços foram limitados.

As medidas aplicadas foram aplicadas após uma carta do Vice Primeiro Ministro da Ucrânia ter sido enviada para Tim Cook a pedir que parassem as vendas na Rússia e que cancelassem os seus serviços no país.

Apple logo
Publicidade

Apple desligou estado do trânsito em tempo real no Apple Maps

No seguimento dos confrontos existentes entre os dois países, a empresa optou por aplicar diversas medidas para boicotar as vendas e os serviços na Rússia dentro do ecossistema que dominam.

Segundo a Apple, “em resposta à invasão, decidimos adotar um número de ações. Colocámos em pausa a venda de todos os nossos produtos na Rússia. Parámos toda a exportação para os nossos canais de vendas no país”, afirma a empresa.

Além das vendas, também os serviços tiveram um corte por parte da empresa. “O Apple Pay, assim como outros serviços, foram limitados”, indica a empresa. Além disso o “RT News e Sputnik News deixaram de estar disponíveis para download através da App Store fora da Rússia”.

Semelhante ao que a Google fez com o Google Maps, também a Apple optou por desativar os serviços de monitorização em tempo real dos mapas dentro da aplicação Apple Maps, pelo menos dentro do território ucraniano “como medida de prevenção e segurança para os cidadãos ucranianos”.

google e apple

A empresa promete que vai continuar a avaliar a situação e que se vai manter em contacto com os governos relevantes. “Juntamo-nos a todos aqueles pelo mundo fora que apelam à paz”, declara a Apple em comunicado.

A empresa está também a corresponder os donativos dos seus funcionários num rácio 2:1 para apoiar as organizações que tentam ajudar a Ucrânia de alguma forma através de donativos e fornecimento de bens necessários.

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade