Audacity cria controvérsia após atualização dos termos e condições

Um dos mais famosos programas gratuitos de edição de áudio está agora a criar controvérsia entre os seus utilizadores devido à nova política de utilização.

O Audacity foi adquirido pela Muse Group que prometeu manter o mesmo gratuito, mas que teve de fazer uma atualização nos termos e condições do mesmo, recolhendo agora informações que os utilizadores não parecem querer partilhar.

audacity audio editor
Publicidade

Audacity vai poder guardar dados geográficos, tipo de sistema usado entre outras informações

As novas politicas de privacidade do editor de áudio requerem o acesso e a partilha de certos dados sensíveis que serão armazenados pela empresa detentora do software.

As novas diretrizes indicam que, a partir de agora, será enviado aos programadores alguns dados dos utilizadores, tais como:

  • Qual é o sistema operativo utilizado;
  • A versão de sistema que está em uso;
  • Informações sobre o tipo de processador do computador;
  • Erros identificados pelo programa;
  • Informações geográficas (país e cidade) recolhidos através do IP do utilizador.
microfone micro audio editor

Os dados recolhidos podem ainda ser partilhados com as autoridades, caso seja necessário, uma vez que o utilizador vai ter de autorizar o programa a guardar as informações recolhidas nos seus servidores localizados na Europa.

Os dados recolhidos podem ainda ser partilhados com auditores, conselheiros e potenciais compradores.

Esta foi uma mudança grande nos termos e condições do Audacity que pode levar a que muitos utilizadores comecem a procurar alternativas ao software sempre que precisarem de editar algum tipo de áudio de forma gratuita.

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade