Discord é também usada para espalhar malware e recolher informações pessoais

Uma análise da Sophos a cerca de 9000 amostras de malware, permitiu concluir que a aplicação Discord é uma das plataformas com um “terreno fértil” para facilmente espalhar ameaças por diversos utilizadores.

As ameaças detetadas vão desde softwares para atacar jogos específicos até programas mais perigosos capazes de mandar abaixo servidores ou mesmo com capacidades para afetar os utilizadores da plataforma diretamente.

ransomware virus hacker glasses pc
Publicidade

Discord é “terreno fértil para malware”

O relatório elaborado pela Sophos foi feito com base numa amostra de cerca de 9 mil amostras de diversos tipos de malware, que passam por ferramentas de acesso remoto, malware especifico para Android e até mesmo ransomware.

Da amostra utilizada para o relatório, a grande maioria focava-se na recolha não autorizada de informação.

Discord tik tok instagram twitter netflix spotify

Sean Gallagher, investigador sénior de ameaças na Sophos, explicou que a aplicação “Discord providência uma rede de distribuição global persistente e altamente disponível” para quem controla os malware. Além disso, trata-se também de um canal de mensagens que pode ser adaptado para um “canal de comando e controlo” para os seus softwares maliciosos.

A teoria é igual à que é aplicada para plataformas como o Telegram, por exemplo, que funciona nos mesmos moldes e oferece o mesmo tipo de acessos aos atacantes.

A aplicação focada no mundo gaming, a Discord, pode ainda ser o canal de distribuição de malware para roubo de informação pessoal e credenciais de acesso dos utilizadores.

Hacker PC Virus Ataque Ransomware REvil tshirt code

A empresa responsável pela plataforma já tomou medidas e removeu a maioria dos ficheiros que foram analisados pela Sophos, no entanto, ainda necessitam de apostar um pouco mais na segurança da aplicação e da rede.

Rui Duro, Country Manager da Check Point Software Technologies em Portugal, em comunicado, indicou que é já sabido que “os cibercriminosos estão sempre em busca de novas vítimas. Procuram plataformas, sistemas operativos, aplicações, infraestruturas e tudo mais para pôr em prática os seus esquemas e atividades maliciosas.”

Prova disso pode verificar-se no facto dos ataques direcionados ao MacOS terem aumentado de forma exponencial, quando inicialmente este era um SO com menos probabilidade de sofrer ataques maliciosos. Mesmo que os portugueses não se mostrem muito preocupados com os ataques informáticos, devem começar a ficar mais alerta pois os ataques estão a aumentar a cada dia que vai passando.

ciberataques

Duro acrescenta que “O Discord é apenas mais uma plataforma de mensagens utilizada para estes fins.” O especialista deixa ainda o alerta para outras aplicações do género como Telegram e o WhatsApp.

De forma a prevenir possíveis ataques, é recomendável que o utilizador tenha sempre as aplicações atualizadas para a versão mais recente disponível e não instalar todas e quaisquer apps de fontes pouco fidedignas apenas por serem gratuitas.

A Check Point alerta ainda que se deve sempre seguir o “principio de menor privilégio”, ou seja, não conceder permissões de forma instantânea sem que se aperceba bem do que está a permitir e a quem.

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade