Facebook: Hacker indica ter para venda informação de 1.5 mil milhões de utilizadores

A empresa Facebook teve alguns problemas nos seus servidores na passada segunda-feira, 4 de outubro de 2021, e no mesmo dia um hacker indicou ter para venda os dados de 1.5 mil milhões de utilizadores da plataforma.

Apesar da empresa ter confirmado que não se tratou de nenhum ataque informático, e de alguns compradores estarem a indicar que se trata apenas de uma mentira, é aconselhado que as pessoas redobrem os cuidados com as suas contas.

cibercrime hack hacker
Publicidade

Dados de utilizadores do Facebook podem ser apenas esquema de hackers

Durante cerca de 6 horas todos os serviços associados ao Facebook estiveram em baixo, incluindo o WhatsApp e o Instagram. Segundo os esclarecimentos da empresa, esta falha deveu-se a um problema na atualização dos routers que impediu a comunicação entre servidores dentro da própria empresa.

No entanto, rumores surgiram de que se encontrava à venda, num fórum de hackers, a informação de cerca de 1.5 mil milhões de utilizadores da rede social no tempo em que a mesma esteve em baixo, segundo avançam os Serviços Privados Russos.

Hacker PC Virus Ataque Ransomware Nobelium

Esta informação pessoal inclui o nome, morada, email e número de telefone de milhares de milhões de utilizadores do Facebook e das suas subsidiaras.

Até ao momento não se sabe se a informação é real ou apenas um esquema, mas existem pessoas que se queixam de terem tentado comprar alguns desses dados e de terem sido enganados. Segundo os relatos, depois de pagar cerca de 5 mil dólares, o comprador não recebeu qualquer tipo de informação por parte do vendedor.

facebook

Pela estimativa, o valor total da venda de todos os dados alegadamente adquiridos pelo hacker seriam vendidos por cerca de 7.5 milhões de dólares. A ser verdade, esta tratava-se assim da maior fuga de informação que a empresa alguma vez sofrera.

Sendo, ou não verdade, é aconselhado a todos os utilizadores que tenham cuidados reforçados com as suas contas nos próximos tempos e que, se possível alterem as suas senhas de acesso.

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade