fbpx

Microsoft começa a testar no Edge função para “adormecer os separadores”

Depois do insucesso da primeira versão do Edge, a Microsoft reformulou todo o navegador, e transformou a nova versão num verdadeiro sucesso.

Além de oferecer muitas das vantagens do Google Chrome, este navegador tem-se também mostrado mais rápido e leve que a sua principal concorrência, algo que tem agradado aos utilizadores.

Agora, a Microsoft está a trabalhar numa nova opção que irá resolver um dos grandes problemas dos browsers atuais, o consumo de recursos dos separadores abertos.

microsoft edge sleeping tabs
Publicidade

Microsoft testa no Edge a opção “Sleeping Tabs”

Um dos grandes problemas na utilização dos navegadores, é a quantidade de recursos do computador que os separadores abertos que correm de fundo gastam. Isto afeta especialmente aquelas pessoas que trabalham com muitos separadores abertos, algo que acaba por exigir bastante do hardware do computador.

Para resolver este problema, a Microsoft está a desenvolver uma nova opção intitulada de Sleeping Tabs que irá permitir adormecer os separadores que não estão em uso, permitindo assim poupar na utilização do CPU e da RAM.

microsoft edge sleeping tabs

Esta nova opção está por agora em testes, podendo ser testada através da flag “Enable Sleeping Tabs” presente no Edge Canary.

Com esta nova opção, o utilizador irá escolher entre adormecer imediatamente os separadores ou definir um temporizador, com um mínimo de 15 minutos e um máximo de 12 horas, de forma a que o Edge aguarde esse período antes o hibernar.

Além disso, é ainda possível adicionar websites a uma lista de exclusões, que irá impedir o Edge de hibernar determinadas páginas.

microsoft edge sleeping tabs

Esta nova função está por agora em testes, não se sabendo quando irá chegar à versão estável do navegador.

No entanto, esta novidade não é exclusiva do Edge, uma vez que a Google está a trabalhar num conceito semelhante, intitulado “Tab Freeze” que deverá chegar também em breve ao Chrome.

Siga o Techbit no Facebook

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade