Saiba como manter sua rede segura para proteger a sua casa inteligente

A casa inteligente está a viver uma idade de ouro que lhe permitiu evoluir nos últimos anos de uma forma notável. Cada vez mais lares são considerados como casas inteligentes. De acordo com dados do Statista, a penetração da domótica na Península Ibérica atingiu 11% das casas em 2021, um grau de implementação que irá aumentar exponencialmente nos próximos anos. Esta tendência é motivada por vários fatores, entre os quais se destaca um desenvolvimento sem precedentes da tecnologia que a torna mais acessível a uma grande parte da sociedade e a mudança geracional que levou a uma imersão dos jovens na sua vida quotidiana.

internet of things
Publicidade

O que é uma casa inteligente?

Para quem ainda não ouviu falar desta tecnologia, é importante explicar primeiro o que é uma Casa Inteligente e quais são as características que a definem. Para isso, a TP-Link, um fornecedor global de dispositivos de rede e Smart Home, revela algumas dicas.

O conceito de Smart Home está ligado às casas que possuem a tecnologia necessária para automatizar tarefas diárias tais como iluminação, segurança ou utilização de vários aparelhos elétricos, bem como ter controlo total, em tempo real e a partir de qualquer lugar, sobre o que acontece em casa.

smart home iot

Principais vantagens da Casa Inteligente:

  • Conforto: quando se trata de controlar e interagir com a nossa casa de uma forma inteligente, eficiente e de qualquer lugar.
  • Segurança: existem dispositivos tais como câmaras de segurança inteligentes, sensores de movimento ou fechaduras eletrónicas que pode controlar a partir do seu telemóvel.
  • Eficiência energética: ligando e desligando certos aparelhos quando são realmente necessários, ligando o aquecimento de forma inteligente ou programando a iluminação para que seja ativada apenas onde é realmente necessária.

Uma Smart Home é segura com tantos dispositivos inteligentes conectados?

Uma das questões que mais preocupa os utilizadores é o quão segura é uma casa inteligente com o número crescente de dispositivos ligados. Abaixo responderemos a esta pergunta e forneceremos algumas dicas de segurança doméstica inteligente para garantir que não é apenas inteligente, mas também segura.

Antes de mais, é importante deixar claro que qualquer sistema, por mais avançado que seja, pode ser afetado se as medidas de segurança necessárias não forem seguidas. Portanto, a partir do momento em que ligamos qualquer sistema doméstico à Internet, expomo-nos a uma série de riscos de segurança.

Portanto, não é o número de dispositivos conectados que determina se uma casa inteligente é ou não segura, mas sim as medidas de segurança que estabelecemos com eles. Dito isto, vamos indicar as duas principais ameaças a que a casa inteligente está exposta devido ao aumento do número de dispositivos ligados:

  • Dispositivos que não satisfazem os requisitos básicos de segurança: um cenário comum hoje em dia, dado o aumento das marcas no mercado online. Preocupe-se em comprar dispositivos IoT sabendo que eles pertencem a uma marca fiável e segura. Marcas low cost, muitas vezes baseadas na redução de custos, podem não satisfazer os requisitos de segurança necessários, pondo em perigo a segurança da nossa rede.
  • Rede doméstica insegura: desde a escolha do router até aos dispositivos inteligentes (IoT) que são adquiridos para a configuração do Smart Home, ter uma rede doméstica segura é essencial, uma vez que os hackers a acedem aos equipamentos através dela.
dispositivos iot

Dicas para aumentar a segurança da sua casa inteligente

Tendo em conta o que foi explicado acima, da TP-Link indicamos uma série de dicas com o objetivo de tornar a Casa Inteligente completamente segura:

Criar uma rede separada para dispositivos IoT

Desta forma, evitaremos que, se um intruso entrar qualquer um destes dispositivos, possa aceder a informação sensível, como dados bancários ou e-mail. Para o fazer, basta criar uma rede de convidados para ligar dispositivos inteligentes.

Certifique-se de que o router está completamente seguro

Se o router fornecido pelo operador não possuir as funções de segurança necessárias, devemos substituí-lo por outro que conte com estas funcionalidades. Além disso, recomenda-se também a alteração do nome e palavra-passe por defeito para evitar que os hackers identifiquem o dispositivo ou rede que está a utilizar.

Adquirir dispositivos IoT que satisfaçam os requisitos mínimos de segurança

Apostar sempre numa marca de confiança garante a segurança do Smart Home e evita sustos desnecessários.

TP-Link Smart Home casa inteligente

Manter os dispositivos atualizados

Os patches de segurança são uma proteção extra contra novas ameaças geradas. Recomenda-se que o dispositivo seja atualizado com uma frequência regular não superior a 8 meses.

Ter uma password segura ou forma de bloqueio no smartphone

Esta ação é essencial para impedir que alguém aceda aos dispositivos ligados da Smart Home sem a sua permissão.

Ativar o controlo parental para garantir a segurança e proteção dos menores

O Controlo Parental num router é uma ferramenta de gestão inteligente que ajuda a definir o conteúdo disponível para as crianças e o tempo que lhes é permitido permanecer ligados. Isto não só protege os mais novos, como também os impede de realizar ações que ponham em risco a segurança da Smart Home.

Partilhe este artigo

Techbit
RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS TECNOLÓGICAS NO SEU EMAIL
Invalid email address
Prometemos não fazer spam e enviar apenas os conteúdos essenciais

Deixe um comentário

Publicidade
Blogarama - Blog Directory