fbpx

Samsung tenta garantir licença para manter venda de ecrãs à Huawei

Com as novas restrições de Trump à venda de componentes à Huawei, várias serão as empresas, mesmo as estrangeiras que usam tecnologia americana, que poderão ficar impedidas abastecer a Huawei.

A Samsung e a LG são duas das empresas que estão neste leque e que podem ficar proibidas de abastecer de ecrãs a marca chinesa, a não ser que peçam uma licença.

De forma a não perder um dos seus maiores clientes, esse foi mesmo o caminho seguido pela Samsung que fez já o pedido para continuar a vender os seus produtos à Huawei.

emui 10.1 huawei honor samsung
Publicidade

Samsung pretende continuar a abastecer a Huawei

A Samsung tem na Huawei o seu 3º maior cliente, fornecendo para a marca chinesa ecrãs OLED para os smartphones e para as suas TVs.

Com esta restrição de venda, o fim das relações comerciais com a Huawei poderá representar uma grande quebra, algo que a marca coreana pretende evitar.

Para isso, deu entrada no dia 9 de setembro um pedido de licença para que a Samsung possa continuar a vender os seus produtos à marca chinesa.

Este é um pedido que o governo americano irá agora analisar e que irá decidir se permite ou não o abastecimento.

A Mediatek foi outra das empresas que também já avançou com este processo, uma vez que vê uma oportunidade para vender os seus processadores, depois da marca chinesa ficar impedida de produzir os Kirin.

Siga o Techbit no Facebook

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade