Worten aposta na redução do consumo energético das lojas através da inteligência artificial

Atualmente, as empresas começam a olhar cada vez mais para a parte ambiental, tanto na sua estratégia de evolução como numa ótica de redução de custos.

De forma a reduzir o consumo energético das suas lojas, a Worten aderiu ao SATO, um projeto de inovação da União Europeia que permite usar a inteligência artificial para baixar os consumos energéticos.

worten
Publicidade

Worten adere ao SATO para reduzir o consumo energético das suas lojas

A Worten anunciou hoje que aderiu ao SATO – Self Assessment Towards Optimization of Building Energy, um projeto europeu que promove a otimização energética dos edifícios.

Este projeto irá realizar, através de um sistema de Inteligência Artificial (IA), análises autónomas de avaliação e otimização dos equipamentos existentes nos edifícios ou em lojas, com o objetivo de melhorar a performance energética.

worten

Através desta parceria, a Worten consegue, assim, reforçar os seus compromissos na área da sustentabilidade, nomeadamente no que diz respeito à redução da pegada carbónica e inerente redução do consumo de eletricidade.

A Worten está altamente empenhada nos seus compromissos de sustentabilidade relacionados com a poupança nos gastos energéticos, que contribui diretamente para a diminuição da pegada ambiental da empresa. Além disso, este projeto irá criar as ferramentas necessárias e ideais para permitir à comunidade ser mais sustentável; estamos a falar concretamente de conseguirmos, por exemplo, antecipar avarias, o desgaste e alguns problemas mais complexos dos equipamentos elétricos e eletrónicos que compõem a nossa oferta para o consumidor final.

 António Fuzeta da Ponte, Diretor de Marca e Comunicação da Worten

No caso dos Edifícios, a Worten irá implementar nas suas lojas um software de Inteligência Artificial para realizar análises autónomas de avaliação e otimização dos equipamentos mecânicos e elétricos (iluminação, Avac, IT Hardware, móveis eletrificados).

O objetivo será diminuir os consumos energéticos e otimizar as operações de manutenção preventiva e corretiva, numa ótica de aumento da sustentabilidade da presença física, diminuição de custos e otimização das intervenções.

worten

No eixo dos Equipamentos, e com uma abordagem focada, sobretudo, no consumidor, o projeto oferece uma solução de IA que permite registar, monitorizar e antever o funcionamento dos aparelhos eletrónicos e eletrodomésticos existentes nas casas dos clientes.

De forma a antecipar as necessidades do consumidor, podem ser ativados serviços de pós-venda direcionados (seguros, campanhas de substituição de equipamentos, de reparação, auxílio à poupança da fatura elétrica, eficiência e certificação energética, etc.).

O projeto SATO arrancou no dia 1 de outubro de 2020 e deverá terminar a 30 de setembro de 2023. Com um investimento global de sete milhões de euros, o projeto conta com um total de 20 parceiros de sete países europeus.

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade