fbpx

Xiaomi Mi Band 5 Versão Global – Conheça as nossas primeiras impressões

A série Mi Band da Xiaomi tem-se tornado, aos poucos, num dos produtos de maior sucesso da marca chinesa.

Desde a primeira versão que começou a atrair muitos fãs pelas capacidades de monitorização de fitness, pelos alertas de notificações e graças a um excelente custo/benefício, tendo nas versões seguintes ganho mais funcionalidades e melhorado as existentes de forma a transformar-se numa das melhores smartbands do mercado.

Depois da Mi Band 4 se ter tornado, muito recentemente, na pulseira de fitness mais vendida a nível global, a Xiaomi lança agora uma nova versão, a Mi Band 5, que traz algumas melhorias significativas face à sua antecessora.

xiaomi mi band 5 ecra principal
Publicidade

Embora a apresentação oficial esteja marcada apenas para dia 15 de julho, nós já temos a versão internacional desta smartband em análise de forma a contarmos toda a nossa experiência de utilização em breve numa análise.

Hoje partilhamos com vocês as primeiras impressões, de forma a mostrar que novidades encontramos na versão internacional da Mi Band 5 (Mi Smart Band 5).

xiaomi mi band 5 caixa

As nossas primeiras impressões da Mi Band 5 versão internacional

Embora seja conhecida como Mi Band, as versões globais desta smartband são comercializadas segundo o nome Mi Smart Band.

Esta é a referência que surge na caixa desta pulseira (Mi Smart Band 5), juntamente com o habitual número 5 em grandes dimensões. Nas laterais encontramos a referência às principais características e, na traseira, um autocolante com os detalhes deste modelo (XMSH10HM), algumas características técnicas e o logo de certificação CE.

Ao abrir a caixa, encontramos a Mi Band 5, o manual de instruções e o novo carregador magnético.

xiaomi mi band 5 caixa traseira

Um design idêntico à Mi Band 4, mas com algumas novidades

Ao contrário do que era avançado inicialmente, a Mi Band 5 traz um design muito idêntico à Mi Band 4, sendo até difícil diferenciá-las se não olharmos ao pormenor como podem ver na imagem abaixo (Mi band 5 à esquerda e Mi Band 4 à direita).

xiaomi mi band 5 e mi band 4

Na frente temos um ecrã de 1,1”, que cresce em relação à sua antecessora, e o já conhecido botão para interação com a pulseira. Este ecrã apresenta cores bastante vívidas e uma excelente visibilidade ao sol, mesmo não tendo o brilho no máximo.

xiaomi mi band 5 ecra principal

Na traseira encontramos o habitual sensor de batimentos cardíacos, com luz verde, e o conector para carregamento da pulseira.

Com este novo sistema de carregamento, irá agora ser evitada a necessidade constante de retirar a bracelete para carregar, passando esta ação a ser feita quando se pretende realmente usar uma bracelete diferente. A que temos neste modelo em análise é a tradicional de borracha preta, que aparenta ter uma qualidade e durabilidade superior à incluída na Mi Band 4.

xiaomi mi band 5 traseira
Publicidade

Novo sistema de carregamento magnético

Na minha opinião, uma das alterações mais úteis nesta pulseira é a introdução de um novo sistema de carregamento magnético que se localiza na parte traseira da pulseira e que torna muito mais simples todo o processo de carregamento.

Desta forma, passa a ser evitada a constante necessidade de estar a retirar a bracelete para usar a base de carga.

xiaomi mi band 5 carregador

Um sistema apenas em inglês (de forma temporária)

Ao iniciar a pulseira, esta pede para escolher a língua e conectar ao smartphone através da aplicação Mi Fit. Como é habitual no lançamento das versões globais, nos primeiros meses a Mi Band 5 terá apenas disponível o sistema em inglês e chinês.

A tradução em português é esperada nos meses seguintes ao lançamento e será introduzida na pulseira através de uma atualização OTA.

Assim, caso esteja a pensar em comprar já a pulseira, pode ficar descansado que irá receber a tradução assim que esta estiver disponível.

xiaomi mi band 5 pulseira

Configuração da Mi Band 5 e primeiras impressões do sistema

Para conectar a pulseira ao smartphone, e fazer as configurações iniciais, deve ser utilizada no smartphone a aplicação Mi Fit.

Depois de associar a nova pulseira ao smartphone, irão surgir em pop-up alguns ecrãs explicativos dos novos recursos da Mi Band 5 e que vamos detalhar:

  • Personalização de fundos de ecrã
  • Personalização de atalhos
  • Controlo remoto de disparo de câmara
  • 11 tipos de atividade física
  • Medidor de nível de stress
  • Exercícios de respiração
  • Pontuação PAI
  • Monitorização de ciclos menstruais

Personalização de fundos de ecrã

A Mi Band 5 vem pré-carregada com diferentes tipos de faces de relógio que podem ser selecionadas nas definições das pulseiras.

Se esta era já uma função existente na Mi Band 4, a nova versão traz a possibilidade de as editar de forma a personalizar com a informação que o utilizador acha mais relevante.

xiaomi mi band 5e edicao faces relogio

Ou seja, ao selecionar uma face de relógio, existe agora um ícone de uma roda dentada que permite, por exemplo, trocar a visualização do número de passos pelos batimentos cardíacos ou as calorias queimadas.

Além das faces presentes no relógio, é possível ainda adicionar outras através da loja disponível na aplicação Mi Fit.

xiaomi mi band 5 loja

Personalização de atalhos

Ao interagir com a pulseira, esta apresenta em primeiro plano a face de relógio escolhida pelo utilizador. Caso se faça scroll para os lados, serão apresentados alguns atalhos rápidos para certas funções da pulseira.

Na Mi Band 5, é agora possível selecionar que funcionalidades queremos adicionar aos atalhos, utilizando para isso a app Mi Fit para fazer essa configuração.

Controlo remoto de disparo da câmara

Presente ainda no laboratório, sendo ainda uma funcionalidade em fase de testes, a Mi Band 5 permite servir de controlo remoto de disparo, através de ligação Bluetooth, de forma a tirar fotografias à distância no smartphone.

Depois de ativar esta função de teste e de emparelhar o smartphone com a pulseira, basta ir na Mi Band 5 à opção “outras (more)” e escolher a opção câmara que irá pedir para que abra a câmara do smartphone.

Depois, é só carregar no ecrã sempre que quiser captar uma fotografia.

xiaomi mi band 5 camara

11 tipos de atividade física

Na Mi Band 5, a Xiaomi ampliou o tipo de atividades físicas que pode monitorizar.

Na lista presente na pulseira, podemos encontrar as seguintes atividades:

  • Corrida exterior
  • Passadeira
  • Ciclismo
  • Ciclismo de interior
  • Caminhada
  • Bicicleta elíptica
  • Máquina de remo
  • Yoga
  • Saltar à corda
  • Natação interior
  • Estilo livre

Para iniciar as atividades, basta selecionar a que pretende e esperar que a pulseira comece a monitorizar o exercício e os batimentos cardíacos.

xiaomi mi band 5 atividades
Publicidade

Medidor de nível de stress

O medidor de nível stress é uma das grandes inclusões nesta nova pulseira. No entanto, embora se pensasse que iria utilizar o sensor SpO2, tal não acontece.

Nas definições desta função, é referido que para calcular o valor é utilizado como base o HRV (Hearth Rate Variability), ou seja, a variação dos batimentos cardíacos.

Com um sistema de cores e uma pontuação de 0 a 100, monitoriza o nível de stress do utilizador e avisa em caso de valores altos.

xiaomi mi band 5 stress

Exercícios de respiração

Para acompanhar a medição dos níveis de stress, a Mi Band 5 traz uma função que permite realizar um exercício de respiração de forma a que o utilizador possa acalmar.

Ao escolher esta opção, é possível escolher o tempo de exercício pretendido onde a aplicação irá dar indicação de quando deve inspirar e expirar.

xiaomi mi band 5 respiracao

Pontuação PAI

Seguindo outros wearables da marca chinesa, a Mi Band recebe agora também a pontuação PAI.

Este é um indicador pessoal de atividade fisiológica, baseado nos dados de batimentos cardíacos, na intensidade de atividade diária e em outros dados para criar uma pontuação que permite ajudar a perceber a condição física do utilizador.

xiaomi mi band 5 pai

Estes pontos são adquiridos mediante as atividades físicas diárias do utilizador e, caso seja mantida uma pontuação superior a 100 pontos, permite reduzir o risco de morte por doença cardiovascular e aumentar a expectativa de vida.

Este modo é bastante útil para uma correta monitorização da atividade física, no entanto, irá representar um consumo bastante elevado de bateria, uma vez que obriga a que seja feita a verificação dos batimentos cardíacos em intervalos de 1 minuto.

xiaomi mi band 5 pai

Monitorização de ciclos menstruais

Para ajudar o público feminino, a Mi Band 5 recebeu uma função de acompanhamento de ciclos menstruais.

Ao preencher na aplicação Mi Fit os dados de duração do período, duração do ciclo e o início do último período, a pulseira será capaz de prever o período menstrual, o período fértil e as previsões do dia da ovulação.

xiaomi mi band 5 menstruação

Outras funcionalidades

Além destas novidades, podemos encontrar ainda estas funcionalidades na Mi Band 5:

  • Contador de passos, calorias gastas e distâncias
  • Monitorização de batimentos cardíacos
  • Notificações de aplicações
  • Notificações de chamadas
  • Meteorologia
  • Modo não incomodar
  • Alarmes
  • Lembretes
  • Controlar música do smartphone
  • Cronómetro
  • Temporizador
  • Modo silêncio
  • Encontrar dispositivo
  • Relógio mundial
xiaomi mi band 5 notificações

Sensor SpO2, NFC e Amazon Alexa não incluídos nesta versão internacional

Para desânimo de muitos, ao contrário do que seria esperado, esta versão não inclui o sensor de SpO2, para monitorização dos níveis de oxigénio no sangue, NFC, para pagamentos, nem a tão aguardada Amazon Alexa.

Desta forma, é provável que possa ser apresentada uma versão Pro desta pulseira, como se tem vindo a falar, que pode incluir estas novidades que foram introduzidas na versão chinesa.

xiaomi mi band 5 pulso

Face à Mi Band 4, as novidades não são tão expressivas como seria de esperar, levando certamente muitos a considerar se vale a pena a troca para esta nova versão.

Nas próximas semanas, vamos analisar em detalhe todas estas funcionalidades da Mi Band 5 de forma a contarmos a nossa opinião sobre esta nova smartband da Xiaomi.

Além disso, nos próximos dias iremos também lançar um sorteio, onde iremos oferecer o nosso modelo em análise a um dos nossos leitores.

Partilhe este artigo

9 comentários em “Xiaomi Mi Band 5 Versão Global – Conheça as nossas primeiras impressões”

  1. Por favor verifiquem o contador de passos. Ao comparar com o do telemovel ( samsung s8+) o número de passos apresenta-me uma diferença bem grande. Já fiz vários testes…

    Responder
  2. Gostei da análise e das novas funcionalidades do Mi Band 5. Tenho a 3 e estou pensando em comprar a 5 versão global mais pelo medidor de nível de stress, pois trabalho em uma área estressante.
    Quero saber se vocês tem uma ideia de qual site internacional seguro posso comprar a Mi Smart Band 5?

    Responder
  3. Já que um dos upgrades, publicitados pela marca, é a atualização do sensor cardíaco, quando fizerem a vossa análise, sugeria testarem o grau de fiabilidade do monitor cardíaco em exercícios com frequência cardíaca elevada. Acho que tem sentido porque, por um lado, é um ponto fraco na generalidade deste género de equipamentos relativamente às cintas de monitorização cardíaca e, por outro lado, os novos tipos de atividade física incluem atividades que podem ser intensas. Fica a sugestão.

    Responder
    • Olá Filipe.

      Muito obrigado por essa sugestão. Iremos tentar fazer esse teste e comparar com um equipamento de medição mais preciso para perceber se o resultado é idêntico ou se é pouco preciso.

      Responder
    • A distância será sempre a permitida pela ligação Bluetooth. Ou seja, o Bluetooth 5.0 teoricamente tem um alcance até 300 metros, mas será muito encurtado pelas interferências e barreiras que vai encontrando. Mas entre 10 a 30 metro deverá ter sempre ligação.

      Responder

Deixe um comentário

Publicidade