fbpx

Huawei estabelece acordo para testar 5G em Aveiro

O 5G é, assumidamente, uma das tecnologias que irão pautar as inovações futuras. Embora esteja rodeada de muita polémica, esta nova tecnologia irá permitir expandir as potencialidades da internet das coisas e tornar o mundo mais conectado.

Estando já próximo de ser uma realidade a nível global, várias são as empresas que correm agora de forma a garantir o desenvolvimento de tecnologias e equipamentos que possam usufruir desta nova realidade.

A ultrapassar algumas dificuldades em se destacar neste mercado devido a suspeitas de espionagem, a Huawei não pretende perder a corrida e estabeleceu agora mais uma parceria em Portugal.

Huawei, Instituto de Telecomunicações e Universidade de Aveiro estabelecem parceria para o 5G

Embora a Huawei fosse até há pouco tempo uma das empresas que liderava o desenvolvimento das tecnologias para o 5G, os vários bloqueios de alguns países à sua tecnologia tem retirado algum poder à marca chinesa neste campo.

Em Portugal, a marca chinesa não faz parte do núcleo de redes 5G que está a ser desenvolvido para as operadoras. No entanto, a Huawei tem como Portugal um dos países onde pretende desenvolver esta tecnologia, estando para isso a assinar acordos com outras entidades e empresas para desenvolver soluções.

huawei 5g
Publicidade

A mais recente parceria da Huawei foi realizada com a Universidade de Aveiro e o Instituto de Telecomunicações com o objetivo de desenvolver uma infraestrutura para testes de novas soluções com base no 5G com prazo máximo até 2022, mas a estar operacional já este ano.

Embora a apresentação oficial deste acordo só será feita no futuro, fonte oficial da Huawei, questionada sobre este assunto pelo Jornal de Negócios, confirma a assinatura do memorando e destaca que “a empresa está comprometida com os objetivos de transição digital do país e com o desenvolvimento da academia e do ecossistema de inovação”.

Este novo projeto é tem então como objetivo facilitar o desenvolvimento e o teste de novas soluções 5G e será aberto a todas as empresas e universidades.

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade