fbpx

OPPO pondera desenvolver processadores próprios

Com as sanções aplicadas pelo governo americano à Huawei, de forma a tentar ao máximo limitar a sua atividade, várias são as marcas que têm repensado a sua estratégia de cadeia de abastecimento. A própria China tem já a morrer um projeto intitulado “Made in China 2025” de forma a reduzir a dependência de tecnologia estrangeira.

Embora várias marcas se estejam a preparar para reduzir esta dependência, a OPPO foi uma das empresas que mostrou recentemente um reforço desta preocupação, estando a marca chinesa a ponderar começar a desenvolver os próprios processadores para reduzir a dependência de terceiros.

oppo reno 3
Publicidade

OPPO é mais uma das marcas que pensa em aumentar a sua sustantibilidade

Esta nova ideia da OPPO não é recente, mas tem ganho cada vez mais força. Depois do bloqueio comercial do governo americano à Huawei no ano passado e com as recentes limitações à produção de processadores por parte da TSMC, a marca chinesa receia ser apanhada no meio do fogo cruzado desta guerra entre a China e os Estados Unidos da America.

Assim, a gigante chinesa começou a planear uma estratégia para começar a desenvolver os seus próprios processadores, procurando reduzir a sua dependência de tecnologia de terceiros.

Embora esta estratégia ainda possa levar alguns anos, a OPPO pretende mesmo depender a sua exposição a terceiros. Para isso, já começou a contratar altos executivos da Mediatek e da UNISOC de forma a criar uma equipa experiente em Shangai para este projeto.

Fonte: Nikkei

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade