WeChat deixou de aceitar temporariamente novos membro

Devido a novas leis no país de origem, a China, a aplicação WeChat teve de suspender o registo de novos utilizadores para que se possa atualizar afim de se “alinhar com as leis e regulamentos com relevância“.

O serviço poderá apresentar algumas restrições até terminarem as atualizações que, ao que tudo indica, deve demorar apenas até ao início de agosto.

wechat apple
Publicidade

WeChat não permite novos utilizadores

A empresa por detrás de uma das (ou mesmo a maior) redes sociais tem de cumprir com a lei imposta na China e, apesar de não ter sido especificado quais seriam as alterações necessárias e porque é que tiveram de ser feitas, tudo aponta para as recentes questões relacionadas com a privacidade dos utilizadores.

Recentemente o governo chinês “atacou” diversas empresas tecnológicas devido a supostas falhas de privacidade devido às práticas de recolha de dados de cada uma. A ByteDance (semelhante ao TikTok), o LinkedIn e outras empresas foram acusadas pelo governo de terem falhas de privacidade nas suas aplicações.

wechat

A empresa responsável pelo WeChat não prevê que este bloqueio temporário provoque grandes estragos no final das atualizações.

Ao mesmo tempo o governo local prepara uma Lei de Proteção de Informação Pessoal que vai obrigar a que exista um controlo ainda restrito no que diz respeito a empresas como a WeChat e semelhantes.

wechat telegram redes mensagens whatsapp

As atualizações em nada afetam as pessoas que utilizam a plataforma fora da China ou que já têm uma conta criada na plataforma. No entanto, tendo em conta que é um local onde estão centrados diversos serviços, poderá criar alguns constrangimentos no dia a dia de algumas pessoas.

Dentro da plataforma, os utilizadores conseguem comunicar uns com os outros, conseguem fazer compras através da aplicação, aceder a determinados serviços, entre outras funções disponíveis para a sociedade chinesa.

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade