Xiaomi partilha dicas de fotografia para celebrar o dia desta arte

A Xiaomi, reforçada pela sua recente parceria com a Leica, celebra a arte da fotografia, agora cada vez mais acessível, com algumas dicas para capturar histórias e memórias.

No Dia da Fotografia, celebrado a 19 de Agosto, a Xiaomi quis ajudar os utilizadores a irem mais além do tradicional “apostar e disparar”.

leica
Publicidade

Dados fotográficos dos dias que correm

A famosa fotógrafa americana Diane Arbus acreditava na existência de “coisas que ninguém consegue ver antes de serem fotografadas”. Indo ainda mais longe, talvez pudéssemos afirmar que aquilo que ainda não conseguimos ver é a memória perpetuada numa imagem. Fotografar não é para o presente, mas sim para o futuro: é contar uma história para aqueles que virão, reviver um momento ou congelar o tempo.

A singularidade deste gesto, este rápido clique, tornou a fotografia cada vez mais democrática em termos de acessibilidade ao público em geral: são tiradas 1,81 biliões de fotos todos os anos no mundo, ou 57.000 por segundo, ou 5,0 mil milhões por dia, e até 2030 cerca de 2,3 biliões de fotos serão tiradas por ano.

Xiaomi 13 smartphone

Sem dúvida alguma, o meio que possibilitou esta explosão fotográfica é único: o smartphone e os seus avanços progressivos na área da câmara. De acordo com um inquérito de 2021 sobre o uso do smartphone que abrangeu também o âmbito profissional, 13% dos fotógrafos profissionais inquiridos afirmaram – mesmo naquela altura – usar os seus telemóveis também para fins de trabalho.

Nos dias que correm, podemos falar de uma verdadeira era fotográfica marcada pela fotografia mobile. Além disso, há uma área específica onde o smartphone parece ser usado com crescente prazer por profissionais e amadores: a fotografia de rua.

Ajudada pelo uso cada vez mais predominante de redes sociais como o Instagram, a fotografia de rua tornou-se a chave através da qual contamos a história da nossa vida quotidiana e da sociedade em que vivemos, ou aquela que descobrimos enquanto viajamos para países distantes e destinos exóticos. A câmara do smartphone torna-se assim uma espécie de caneta virtual, e as fotos tiradas em todo o mundo são como as folhas de um caderno que narra histórias e captura memórias.

Xiaomi 13 smartphone

“A tecnologia melhora a vida das pessoas. Podemos encontrar verdade nesta afirmação, até no campo fotográfico, que ajuda a capturar e preservar memórias e a desenvolver narrativas que criam conexões entre diferentes culturas. Com isto em mente, a nossa colaboração com a Leica constitui um avanço importante na evolução e inovação da imagem mobile, trazendo a experiência fotográfica de nível profissional para ferramentas do quotidiano, como os smartphones, democratizando ainda mais o acesso a uma forma de arte como a fotografia e aproximando cada vez mais pessoas dela”.

Ou Wen, Diretor-Geral da Xiaomi para a Europa Ocidental

Xiaomi chama de casamento perfeito a junção de um smartphone à fotografia de rua

Tempo e espontaneidade são os requisitos básicos da fotografia de rua, segundo indica a Xiaomi, um género fotográfico que pretende capturar naturalmente a essência da vida quotidiana e que, precisamente pela sua necessidade de rapidez e discrição, encontrou no smartphone um aliado formidável: fácil de usar, prático, fiável e menos intrusivo aos olhos daqueles que estão a ser retratados.

leica camera foto

Mas como tirar o máximo partido do seu potencial? A Xiaomi sempre se comprometeu a integrar a melhor tecnologia fotográfica nos seus dispositivos e a ajudar as pessoas a criar memórias preciosas. Através da sua recente parceria com uma referência na indústria como a Leica, deseja celebrar o Dia Mundial da Fotografia, a 19 de agosto, partilhando algumas dicas práticas para quem deseja abordar este género fotográfico e contar, com cada foto, a sua história e as pessoas que cruzam o seu olhar.

  • Comece com a atitude certa: aperfeiçoe os seus instintos
    • A presença mental, a observação e a perceção aguçada são as chaves para capturar momentos na rua, mas não deve ter receio de tirar fotos, mesmo casualmente, e confiar nos seus instintos é a base para começar, nunca se sabe em que instante a foto perfeita, capaz de contar uma história sem palavras, pode estar escondida. Além disso, tire muitas fotos e experimente estilos diferentes: retratar a imprevisibilidade é uma questão de experiência e, com o tempo e a prática, isso surgirá naturalmente.
  • História em primeiro lugar
    • A fotografia de rua baseia-se, antes de tudo, na narrativa transmitida pela imagem, razão pela qual, pelo menos no seu “início fotográfico”, especialmente com um smartphone com o qual ainda não está familiarizado, a Xiaomi aconselha a confiar nas configurações padrão do dispositivo e focar na história que tem em mente. De qualquer forma, existem várias formas de obter resultados mais sofisticados, começando por saber o que funciona bem e o que não funciona com o seu telefone.
Xiaomi 13 Ultra
  • Modo RAW
    • Se tiver o modo RAW, é melhor ativá-lo: vale a pena para ter a oportunidade de fazer alterações posteriormente, sem perder qualidade e evitando ajustes automáticos no formato JPEG.
  • Foco: um toque pode fazer a diferença
    • Escolher no que focar dentro da imagem é o primeiro passo para ter controlo criativo total sobre a fotografia, explica a Xiaomi: decidir sobre o assunto e o enquadramento é o que distingue as fotos umas das outras.
  • Grelha ativada
    • Alinhar os elementos de uma cena de fotografia de rua pode ser complicado, especialmente ao tentar capturar um momento fugaz. Nestes casos, a Xiaomi indica que pode ser muito útil e direto usar uma grelha de composição para facilitar a construção do enquadramento e composição que pretende capturar.
Xiaomi 13 Ultra
  • Ajustar a exposição
    • Uma vez que as câmaras de smartphones geralmente têm sensores muito pequenos, é essencial obter uma boa exposição na câmara sempre que possível, ou pelo menos estar mais consciente ao brincar com realces e sombras.
  • Tenha atenção ao atraso
    • Como sabe e bem, a Xiaomi alerta os utilizadores para o facto de a maioria dos smartphones terem algum tipo de atraso entre pressionar o botão do obturador e gravar a imagem, e isso pode variar dependendo do modo em uso. Aprender a pressionar o botão com antecedência permite-lhe capturar a foto mais próxima da imagem que pretendia capturar.
  • Utilizar o modo de rajada
    • O “momento perfeito” nem sempre é óbvio, indica a Xiaomi, mas usar algumas sequências bem cronometradas dá-lhe a flexibilidade de escolher o momento perfeito mais tarde. A maioria dos telefones também escolherá o que eles acham que é a melhor foto, embora possa ignorar isso e tomar as suas próprias decisões com base no seu gosto ou no efeito que deseja alcançar.

Com as dicas acima, a Xiaomi acredita que poderá conseguir resultados surpreendentes mesmo que tenha pouca, ou nenhuma, experiência fotográfica. No fundo, só precisa de ter alguma imaginação e os equipamentos ideais para o acompanhar, como é o caso dos recentemente apresentados Xiaomi 13, Xiaomi 13 Pro e Xiaomi 13 Ultra, todos eles desenvolvidos em co-engenharia com a Leica.

glorious forge globaldata

Partilhe este artigo

Techbit
RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS TECNOLÓGICAS NO SEU EMAIL
Invalid email address
Prometemos não fazer spam e enviar apenas os conteúdos essenciais

Deixe um comentário

Publicidade
Blogarama - Blog Directory