fbpx

Estivemos à conversa com Pedro Maia, Head of Marketing das Mi Store, que nos falou da estratégia da marca para 2021

A Xiaomi é conhecida maioritariamente pelo seu enorme departamento de smartphones, mas na verdade o seu atual best seller em Portugal é mesmo um aspirador robô.

Quem confirma isto é Pedro Maia, Head of Marketing da Mi Store Portugal, que esteve à conversa com o TechBit na data de abertura da mais recente loja oficial da marca em Portugal.

pedro maia xiaomi
Publicidade

Pedro Maia fez um balanço de 2020 e contou-nos os planos para 2021

A gigante Chinesa começou a ganhar algum mercado nas terras lusas através das vendas online vindas diretamente da China e de mais um ou dois mercados europeus que já recebiam e comercializavam em grande escala os equipamentos Xiaomi.

Mas foi mais recentemente que deixámos de ver as tradicionais lojas Xiaomi com os tons rosa (loja não oficiais da marca) e passámos a ter as Mi Store instaladas em Portugal. “Queríamos fechar Lisboa em 2020 e queríamos agora reforçar a zona do Norte. O nosso plano de 2021 passa por chegarmos à região centro do país”, explica Pedro Maia, acrescentando que esperam “chegar às ilhas ainda no primeiro trimestre de 2021”.

mi store gaia shopping

A ideia de uma implementação de lojas em Portugal em grande escala e a uma velocidade acelerada (especialmente com a pandemia atual que se iniciou em 2020) deve-se ao facto de quererem rapidamente ajudar o consumidor a perder um pouco o estigma de que são apenas uma marca de smartphones.

“Nós aqui nas lojas tentamos ter tudo interligado para que as pessoas entrem aqui e consigam ver e perceber melhor como funciona”, ou seja, é possível ver todo o ecossistema existente da Xiaomi em ação mal se entra nestes espaços e isto é algo que cria uma certa curiosidade nas pessoas que ainda consideram que ter uma casa inteligente é algo complicado e que requer muitos passos.”

No decorrer da conversa, Pedro Maia esclareceu que facilmente conseguem “ligar algo e colocar tudo a funcionar. Ligamos e conseguimos criar logo ali um ecossistema simples para as pessoas perceberem melhor como funciona tudo e como é fácil interligar tudo”

A marca que ficou conhecida por apresentar no mercado smartphones com qualidade a preços mais acessíveis, planeia em 2021 manter a difusão dessa ideia reforçando que são “uma marca com qualidade e com preços acessíveis”.

mi store gaia shopping

“Sempre que lançamos algo novo tem de ser algo novo, inovador, que traga algo novo para o consumidor, mas mantendo sempre a qualidade a um preço acessível”.

No entanto, Pedro Maia, comenta que ainda sentem que as pessoas olham para a tecnologia como algo complicado e vão apostar, este ano, em “passar essa mensagem de que construir uma casa inteligente não é complicado”.

Isto porque, como muitas pessoas sabem bem, a Xiaomi fabrica uma enorme panóplia de gadgets e equipamentos inteligentes que se interligam entre si para que possam ser controlados na íntegra através da aplicação da marca.

“Os smartphones já são muito conhecidos pelo público e o que nós temos trazido e mostrado para o público é que somos mais que isso e estamos a conseguir porque, por exemplo, os nossos best sellers já começam a ser os robôs aspiradores, o que é incrível, pois assim que chega stock esgota logo”

mi store gaia shopping

Uma casa inteligente não tem de implicar fazer furos nas paredes, obras em casa, implementações complicadas ou algo sequer parecido. Hoje em dia é possível gastar pouco dinheiro e ter um grande conjunto de ações automáticas em casa, desde tomadas a luzes, passando por aspiradores robô, televisões, câmaras, ventoinhas, aquecedores, etc.

Um dos grandes objetivos da empresa, como nos explicou Pedro Maia, “é que tenhamos disponíveis todos os produtos que estão disponíveis para o mercado Europeu para que não aconteça existir, por exemplo, um produto em Espanha que não exista cá”.

Para já não podemos saber quais os novos produtos que vão integrar o ecossistema da marca em Portugal no decorrer do ano 2021, mas é garantido que a empresa vai continuar a apostar no seu ecossistema e na difusão de um ecossistema simples, acessível e com a qualidade que a marca já habitou o consumidor.

Agradecemos ao Pedro Maia o tempo despendido nesta conversa.

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade