Netflix: Taxa mensal aumentou cerca de 19% acima da inflação em Portugal

A nova medida implementada pela Netflix, em vigor desde o mês de Fevereiro de 2023 em Portugal, tem gerado muita controvérsia entre os utilizadores da plataforma de streaming e, inclusive, levou a um grande aumento no número de cancelamentos por parte dos clientes.

O ajuste de preço feito pela Netflix no pacote mensal Premium foi 18.70% mais elevado do que a inflação registada no país no mesmo período de tempo.

netflix streaming
Publicidade

Desde 2015 o aumento da taxa mensal da Netflix foi 34% maior que a inflação em Portugal

Foi em 2015 que a plataforma de streaming chegou a Portugal e começou a revolucionar a forma como os portugueses assistiam a séries e filmes. Houve uma grande aceitação por parte dos consumidores e, na altura, a premissa da empresa era de incentivar a partilha de contas entre os familiares e amigos.

Os tempos passaram e, da mesma forma, a empresa mudou. A Netflix decidiu implementar restrições à partilha de contas e o cenário geral alterou-se.

netflix streaming

Segundo os dados partilhados pela Hellosafe, a Netflix conta com 4.5 milhões de utilizadores, no entanto, apenas 74% destes são subscritores. A mesma fonte avançou que o fim da partilha de contas poderá render à plataforma cerca de 1.2 milhões de euros por mês.

Apesar de ser a plataforma mais cara atualmente disponível em Portugal, continua a ser a preferida dos portugueses.

portal da queixa inflacao grafico casa aumento de custos reclamações

Em média, entre 2016 e 2020, a subscrição da Netflix aumentou 27%. A principal justificação da Netflix para a cobrança da taxa adicional seria que a partilha de contas gera uma perda de um milhão de dólares em todo o mundo. Apesar dessa justificação poder, até certo ponto, ser válida, analisando os números da empresa desde 2015, quando chegou a Portugal, é possível concluir que a empresa tem vindo a tentar compensar estas perdas com os ajustes à mensalidade acima da inflação do país.

O plano mais simples da plataforma, que dá acesso apenas a um ecrã e sem reprodução em HD, foi o único que manteve o seu preço de 7.99€ desde o início. Já o plano standard, que permite utilizar dois ecrãs em simultâneo e acesso aos conteúdos em HD, começou nos 9.99€ e aumentou para os 11.99€ por mês, um aumento de 20.02%.

No que diz respeito ao pacote Premium, que permite 4 ecrãs em simultâneo e reprodução em Ultra HD, teve um aumento de 34%, passando de 11.99€ para 15.99€. A média dos dois planos que sofreram reajustes ficou em 27%, sendo que no mesmo período a inflação em Portugal foi de 12.89%.

Nova medida pode gerar mais de 1.2 milhões de euros mensalmente à Netflix

Em Portugal, 32,9% das pessoas têm a assinatura de pelo menos um serviço de streaming, enquanto 44,1% são utilizadores, segundo o estudo Bstream do Grupo Marktest. Isso significa que 3,4 milhões de portugueses pagam pelos serviços de streaming, mas 4,5 milhões os utilizam.

A empresa responsável pelo estudo estima que cerca de 884 mil pessoas em Portugal são subscritores, o que significa que se tivermos em conta a mesma proporção de utilizadores de toas as plataformas, na verdade, 1.19 milhões utilizam efetivamente os serviços da Netflix.

netflix

Segundo os dados analisados, se cada um dos utilizadores adicionais optasse por pagar a taxa de utilização, no valor de 3.99€, a receita mensal da Netflix iria aumentar cerca de 1.2 milhões de euros.

A mais cara continua a ser a preferida dos portugueses

O mercado das plataformas de streaming tem-se mostrado uma aposta bem conseguida, com diversas empresas a criarem plataformas semelhantes à Netflix para oferecerem os seus conteúdos diretamente aos clientes.

Apesar de contarem com preços mais acessíveis, ainda não conseguiram fazer frente à gigante do streaming. Segundo um inquérito realizado pela JustWatch a Netflix ficou em primeiro lugar na preferência dos utilizadores, com 26% do total de respostas.

wallet smartphone money dinheiro carteira

Fazendo uma comparação de preços, o pacote básico da empresa, de 7.99€ só é mais barato que o da Disney+, no entanto, a Disney oferece a possibilidade de utilizar 4 ecrãs em simultâneo e reproduzir o conteúdo em Ultra HD por apenas mais 1€, ou seja, por 8,99€ por mês.

A HBO Max permite subscrever o serviço a partir de 5.99€/mês e o Prime Video custa 4,99€/mês, entre outras opções presentes no mercado possíveis de confirmar no gráfico anterior.

As ofertas no mercado são bastante diversificadas e, entre tanta variedade, há sempre umas que se destacam mais que as restantes. Apesar dos aumentos consecutivos de preço e de ser a plataforma mais cara, a Netflix ainda consegue manter o seu lugar.

Participe no passatempo:
nordvpn promocao

Partilhe este artigo

Techbit
RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS TECNOLÓGICAS NO SEU EMAIL
Invalid email address
Prometemos não fazer spam e enviar apenas os conteúdos essenciais

Deixe um comentário

Publicidade
Blogarama - Blog Directory