fbpx

Harmony OS 2.0 Beta poderá ser baseado no sistema Android

Depois de perder o acesso aos serviços e aplicações da Google, a Huawei começou a traçar um plano para se tornar independente da Google.

Após desenvolver os seus próprios serviços e aplicações, a marca chinesa decidiu também criar o seu próprio sistema operativo, o Harmony OS, que, além de ser utilizado nos smartphones, se irá também adaptar a outros equipamentos (computadores, TVs, frigoríficos, smartwatches, etc).

No entanto, uma nova informação revelou agora que este novo sistema poderá afinal ser baseado em Android nas primeiras versões.

harmonyOS 2.0
Publicidade

Android poderá ser a base do Harmony OS 2.0 Beta

O Harmony OS deverá ser o novo sistema operativo da Huawei que irá integrar os dispositivos da marca chinesa e substituir o Android nos seus smartphones.

No entanto, embora tudo apontasse que fosse algo construído de raiz, isto poderá não ser totalmente verdade nas primeiras versões.

Após análise da Harmony OS 2.0 Beta, um developer da XDA-Developers descobriu que esta primeira versão deverá ter como base o sistema Android.

Para chegar a esta conclusão, o programador criou uma aplicação “Hello World” para Android 4.4.4 KitKat e tentou corrê-la em dois dispositivos virtuais, um com uma versão Android recente e outro com Harmony OS 2.0 Beta.

harmony os 2 beta app android

Deste teste resultou uma mensagem de erro em ambos os equipamentos, apresentando um aspeto e um texto muito idênticos, onde apenas era trocada a palavra “Android” por “Harmony OS”.

Para confirmar esta hipótese, o developer correu ainda a app Superuser no sistema da Huawei, sendo apresentada uma mensagem de erro referindo que a app foi desenvolvida para uma versão mais antiga da Harmony OS.

harmony os 2.0 beta superuser

Por fim, foi usada uma ligação ADB para extrair a partição de sistema que revelou vestígios do Android Framework.

harmony os 2 beta adb android framework

Tendo em conta estes indícios, a Harmony OS 2.0 Beta deverá ser assim baseada no sistema Android, não sendo usado um sistema proprietário da marca. No entanto, esta situação não deverá ser definitiva, uma vez que tudo indica que seja uma solução de transição no desenvolvimento deste sistema.

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade