Reclamações de eventos/bilheteiras disparam mais de 250%

Uma análise feita pelo Portal da Queixa após o término do período de festivais e concertos de verão, verificou que as reclamações sobre eventos/bilheteiras sofreram um aumento de mais de 250% face ao ano 2021.

A See Tickets e a Ticketline são as entidades com o maior número de reclamações recebidas, acolhendo um total de 355 reclamações registadas no Portal da Queixa.

portal da queixa logo
Publicidade

Portugueses fizeram 901 reclamações

Desde o início de 2022 até ao dia 6 de setembro, foram registadas 901 reclamações direcionadas a bilheteiras online e às empresas organizadoras de eventos e concertos. No total foi registado um aumento de 254% quando comparado com o período homólogo de 2021, onde apenas tinham sido apresentadas 254 reclamações.

Tendo em conta o cenário de pandemia, o Portal da Queixa comparou os números atuais aos que foram registados em 2019, ano em que também foram realizados concertos, festivais e espetáculos dentro da normalidade. Neste caso o aumento do número de queixas foi ainda maior, escalando para os 1000% de crescimento.

portal da queixa

Em 2022, os principais motivos de reclamação foram os problemas com o reembolso (39%); fraudes com bilhetes (31%) e o mau atendimento/serviço (19%).

Segundo os dados divulgados as 5 bilheteiras online com mais reclamações foram a See Tickets (189), a Ticketline (166), Viagogo (79), Blueticket (56) e a Festicket (34).

Ao que parece a Viagogo foi a empresa mais acusada de fraude quanto à venda de bilhetes, com acusações de bilhetes acima do preço normal assim como de bilhetes falsificados.

Catarina é uma das que se queixou destas problemas na reclamação que efetuou à empresa, indicando que “comprei bilhetes para o espetáculo do Lucas Neto e os bilhetes, para além de muito mais caros, eram falsos!!!”.

portal da queixa site

Também Marta Ribeiro acusa a empresa de praticar preços abusivos na venda de bilhetes. A consumidora reclama que pagou 144,58€ por dois bilhetes para o festival Marés Vivas e que, após verificar noutros locais, os preço dos dois bilhetes deveria ser de 93€, explicou, acrescentando ainda num comentário à reclamação que “quando me enviaram os bilhetes o preço que aparece em cada um deles é de 38,00€”.

Por entre diversas reclamações, também Sónia Firmino solicitou o reembolso do “preço exorbitante” que terá pago por dois bilhetes comprados pela Viagogo. “Sinto-me completamente burlada, e infelizmente pelas queixas que já li sei que corro o risco de não o reaver o dinheiro”, queixa-se a consumidora após explicar que fez “a compra inocentemente, pensando que seria uma plataforma fidedigna e que seria já quase impossível conseguir bilhetes, pois o site informava que apenas estavam disponíveis 2% dos ingressos, e agora verifico após recebimento dos dois bilhetes que paguei 154,15€, sendo que nestes o valor que consta são 38€ cada um!!”.

coldplay portal da queixa reclamações

Também os concertos dos Coldplay em Portugal geraram diversas reclamações na altura em que os bilhetes foram colocados à venda, com pessoas a reclamar de problemas com o acesso aos bilhetes comprados na See Tickets e outras com problemas relacionados às filas de espera virtuais da Tickeline.

Aproveite a campanha:
bluetti prime day

Partilhe este artigo

Techbit
RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS TECNOLÓGICAS NO SEU EMAIL
Invalid email address
Prometemos não fazer spam e enviar apenas os conteúdos essenciais

Deixe um comentário

Publicidade
Blogarama - Blog Directory

Participe nos nossos giveaway de 4º aniversário

X