Análise Xiaomi 12T – o equilíbrio perfeito num smartphone

A Xiaomi apresentou há pouco tempo a nova gama Xiaomi 12T e Xiaomi 12T Pro, smartphones topo de gama focados, essencialmente, no campo da fotografia. No entanto, não foi esta a única melhoria nos equipamentos.

O TechBit teve na sua posse o Xiaomi 12T, o modelo mais modesto dos dois, e já foi suficiente para percebermos que a Xiaomi está a apostar muito bem em diversos segmentos no que diz respeito aos seus topo de gama.

Perceba abaixo porque consideramos que este equipamento se trata do equilíbrio perfeito num equipamento topo de gama.

Xiaomi 12T
Publicidade

Características do Xiaomi 12T

Começamos com o mais simples, o abrir e tirar o smartphone da caixa. Um processo que não traz novidades nenhumas.

Uma caixa simples e bem composta que traz no seu interior o Xiaomi 12T, o cabo de carregamento USB-C, a peça para abrir o compartimento do cartão de SIM, uma capa transparente, os manuais e o transformador preparado para um carregamento de até 120W.

Xiaomi 12T

O Xiaomi 12T conta com 8GB de memória RAM acompanhados por 256GB de memória interna. É alimentado por uma bateria de 5000 mAh e todo o trabalho é assegurado sem entraves pelo processador MediaTek Dimensity 8100 – Ultra, de 5nm.

Este é um chip totalmente atualizado com uma estrutura nova de GPU que aumenta o desempenho e eficiência energética até 30% em comparação com o seu antecessor, bem como as velocidades clock, cache e armazenamento, que proporciona uma experiência de utilização muito mais rápida que o modelo anterior.

Xiaomi 12T

Tudo isto está inserido num smartphone com uma tela de 6.67 polegadas, OLED, com uma taxa de atualização de 120Hz, e com um peso de 202g. Em termos de dimensões conseguimos ter nas mãos um equipamento relativamente pequeno com 163.1×75.9×8.6mm.

Ao redor do smartphone encontramos, à direita, o botão de power bem colocado, com os botões de volume um pouco acima.

Xiaomi 12T

No cimo do equipamento temos uma das duas colunas e o já conhecido sensor infravermelho para que possamos utilizar o Xiaomi 12T como comando de uma grande variedade de equipamentos.

Xiaomi 12T

Na base temos presente uma porta USB-C, a segunda coluna, o microfone e a ranhura para o cartão SIM.

Xiaomi 12T

A parte traseira conta com um módulo de três câmaras, tratando-se de uma principal de 108 MP, o ponto de destaque do equipamento, uma segunda câmara ultra grande angular de 8MP e uma telephoto de 2MP. A câmara frontal é de 20 MP.

Utilização diária

Tratando-se de um smartphone relativamente pequeno, podemos dizer que consegue ter um formato muito confortável de se segurar, ainda mais quando vimos de um smartphone muito maior. No entanto, é agradável podermos ter um smartphone com um tamanho apropriado e que é leve de carregar no dia a dia.

Xiaomi 12T

O material da traseira oferece um toque suave e agradável, mostrando que se trata de um smartphone topo de gama, no entanto não tem carregamento sem fios o que, nos dias que correm, apesar de não ser obrigatório é esperado num topo de gama.

Em termos de utilização temos presente a MIUI 13 como seria de esperar que, com o passar dos anos, tem vindo a ficar cada vez melhor e mais fluída. No entanto, tem pequenos detalhes que nos aborrecem um pouco mas que fazem mesmo parte do sistema, como as constantes notificações sobre a personalização do equipamento, temas novos e limpeza da memória para otimizar o desempenho.

Xiaomi 12T

Até podem ser funções relevantes e que ajudem a melhorar ainda mais o uso do smartphone, mas num topo de gama não esperamos este tipo de notificações para otimizar o equipamento.

O ecrã mostrou-se brilhante o suficiente para ser utilizado ao ar livre sem problema algum, mesmo com dias de sol e de chuva, o Xiaomi 12T portou-se sempre à altura.

Xiaomi 12T

O processador MediaTek que pode provocar algum receio a alguns utilizadores, esteve mais que capaz de cumprir com todas as tarefas do dia a dia, desde a fotografia ao processamento de documentos pesados ou jogos mais puxados. Um fator que reparámos no entanto é que a primeira vez que algum jogo pesado foi aberto, logo depois de instalar, o processador parecia ter alguma dificuldade em correr tudo sem problemas. Uns minutos depois a experiência era suave e sem qualquer bloqueio.

Tanto nas atividades diárias, longos períodos de jogo ou durante o carregamento rápido, o sistema de arrefecimento líquido do Xiaomi 12T esteve sempre à altura do desafio. A nível de som o Xiaomi 12T tem uma boa potência sem se destacar muito por aí além, as duas colunas chegam para encher o espaço como um smartphone deveria ser capaz de fazer.

Autonomia

Um ponto de enorme destaque que temos de dar ao Xiaomi 12T é a sua autonomia aliada ao carregamento ultra rápido de até 120W.

Xiaomi 12T

A bateria de 5000 mAh, ao contrário do que acontece noutros equipamentos topo de gama, conseguiu sempre durar um dia inteiro onde existiam diversas horas de jogo, chamadas, mensagens e mesmo longos períodos a fotografar ou filmar.

Todos os dias chegámos ao final do dia com cerca de 20% de bateria restante, que ainda aguentava toda a noite o equipamento em standby.

O carregamento de até 120W do Xiaomi 12T é algo que gostámos imenso de ter na rotina uma vez que não havia a necessidade do smartphone ficar ligado de noite à corrente. De manhã, bastava ligar à ficha e em cerca de 20 minutos temos a bateria carregada a 100%.

Xiaomi 12T

Melhor ainda que este tempo pode ser reduzido, em casos onde seja necessário carregar o Xiaomi 12T ainda mais depressa, carregando na opção de acelerar que aparece na notificação após ligarmos o carregador. Esta opção vai colocar o smartphone a carregar com o máximo de energia que conseguir e promete acelerar até 30% o carregamento.

Quando testámos esta opção o Xiaomi 12T foi dos 5% aos 100% em cerca de 17 minutos sem lhe mexermos. Esta situação foi a única vez que sentimos o smartphone aquecer mais que o normal, o que podemos considerar lógico tendo em conta que se trata de um carregamento mais rápido ainda.

Fotografia

O campo de destaque desta linha 12T é o foco da fotografia. A Xiaomi apostou bastante em melhorar as câmaras destes equipamentos e esse esforço notou-se bem neste Xiaomi 12T (que, relembramos, não é o modelo de topo, existindo ainda a versão Pro).

Os 108 MP, como todos sabemos, são bons para o marketing mas não representam, diretamente, mais qualidade de fotografia. No entanto, neste caso e face ao valor do smartphone, temos fotografias que mostram porque é que a empresa decidiu destacar este ponto no equipamento.

As fotos de dia mostram um equilíbrio de cores muito bem conseguido, sem saturar demasiado as cores e sem deixar que os brancos fiquem demasiado puxados nas imagens. A inteligência artificial incorporada ajuda a equilibrar toda a imagem consoante o que estamos a fotografar no momento, seja animais, comida, paisagens, contra luz, etc.

O contraste conseguido é muito equilibrado oferecendo um resultado final bastante realista e sem exageros de forma alguma. Ao ativar o modo de 108 MP conseguimos manter resultados muito bons com um nível de detalhe incrível, preservando assim um maior número de dados para uma edição posterior ou para verificar algum pormenor na imagem.

Quando passamos para a fotografia noturna, um ponto onde os equipamentos costumam sempre mostrar mais dificuldade quando falamos de valores “mais baixos”, o Xiaomi 12T portou-se melhor do que estávamos à espera. As cores estão bem conseguidas, existe muito pouco grão nas fotos e as luzes não ficam bem conseguidas independentemente da distância ou do brilho.

Xiaomi 12T
Panorama

De forma geral, a Xiaomi conseguiu equilibrar muito bem o setor da fotografia e tem vindo a melhorar cada vez mais a cada equipamento que lança para o mercado. A futura parceria com a Leica deverá ser o passo em falta para atingir o topo no que diz respeito ao campo da fotografia.

As diferentes câmaras conseguem obter resultados muito semelhantes entre si, com a ultra grande angular a mostrar-se um pouco mais fraca que a principal em certos cenários, o que seria de esperar, não conseguindo um equilíbrio de brancos tão ajustado como no sensor principal. Já a telephoto não é, de todo, a melhor câmara do mercado, mas consegue resultados bons e que servem nos casos em que não se faz muito uso desta terceira câmara.

O modo retrato funciona muito bem, conseguindo um recorte bem feito nas fotos tiradas com o Xiaomi 12T, tanto na câmara traseira como na câmara frontal, que permite tirar selfies muito bem conseguidas e detalhadas, sem aplicar distorções ou mudanças de tons.

Vídeo

O departamento de vídeo do Xiaomi 12T está bem conseguido, contanto com diversos modos e com uma qualidade de gravação que pode ir até ao 4K a 30fps ou Full HD até um máximo de 240fps.

O Xiaomi 12T conta ainda com a funcionalidade de ativar um estabilizador de imagem para conseguir resultados mais estáveis e precisos nas gravações. O foco é muito bem conseguido e consegue mudar de um sujeito para outro com muita rapidez e fluidez.

O Xiaomi 12T consegue ainda realizar vídeos em slow motion muito bem feitos e com boa qualidade quando gravados em boa iluminação.

Veredito final

No final de contas, o Xiaomi 12T foi uma agradável surpresa que trouxe umas quantas melhorias e deixou alguns pontos de fora.

Xiaomi 12T

Estes são os fatores que podem fazer a diferença entre colocar mais funcionalidades ou aproveitar muito bem as capacidades existentes no equipamento. Aqui achamos que a Xiaomi fez um excelente trabalho com este smartphone sem abdicar de nada muito relevante.

Claro que teríamos gostado de ver o carregamento sem fios incorporado no smartphone, mas não é uma funcionalidade que seja decisiva no ato da compra. A empresa apostou antes noutros pontos onde, para nós, conseguiu acertar em cheio.

Xiaomi 12T

O Xiaomi 12T é muito confortável de segurar na mão. É um smartphone leve, com bons acabamentos que transmitem aquela sensação premium ao utilizador e que não fica atrás de outros equipamentos de topo bem mais caros.

A aposta no setor da fotografia foi muito bem feita e o Xiaomi 12T, não sendo o equipamento mais avançado da empresa, conseguiu apresentar resultados que não desiludiram ninguém. As fotos estão bem conseguidas, com bons equilíbrios a nível de cor, saturação, contraste e brancos.

Xiaomi 12T

A nível de de autonomia não temos nada a apontar. O Xiaomi 12T chegou ao fim do dia sempre, no mínimo, com 20% de carga e a vantagem de trazer o carregamento até 120W incorporado com o transformador incluído na embalagem é um descanso para qualquer pessoa.

Carregar o smartphone em pouco mais de 15 minutos é, muitas vezes, um salva vidas para os momentos de maior distração em que não nos lembramos de deixar o smartphone a carregar. Todos os dias passou a ser feito o carregamento de manhã em vez de ficar a noite toda ligado à corrente.

A MIUI continua a não estar perfeita, mas caminha na direção certa. Apesar de não criar problemas de utilização no dia a dia, é muito intrusiva com as notificações de sistema sobre assuntos que não fazem assim tanto sentido estar a receber notificações.

Xiaomi 12T

De forma geral, o Xiaomi 12T é um equipamento bem conseguido e recomendado a quem procura um smartphone com tudo de bom sem precisar de ter o melhor dos melhores. É um equilíbrio muito bem conseguido entre uma excelente autonomia, um performance de topo e uma câmara extremamente capaz.

O Xiaomi 12T pode ser adquirido por um PVPR de 649.99€.

Compra recomendada Techbit 2023

Agradecemos à Xiaomi por nos ter dispensado o Xiaomi 12T para análise.

Xiaomi 12T

649.99€
9.3

Design

9.0/10

Autonomia

10.0/10

Câmaras

9.5/10

Performance

9.0/10

Preço

9.0/10

Pros

  • Fotografia muito bem conseguida
  • Autonomia
  • Carregamento de até 120W

Contras

  • MIUI com notificações de sistema em demasia
  • Falta o carregamento sem fios
  • Ligeira lentidão inicial em jogos mais pesados
nordvpn black friday campanha

Partilhe este artigo

Techbit
RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS TECNOLÓGICAS NO SEU EMAIL
Invalid email address
Prometemos não fazer spam e enviar apenas os conteúdos essenciais

Deixe um comentário

Publicidade
Blogarama - Blog Directory