fbpx

Governo chinês prefere fechar TikTok a vender a empresa americana

A ByteDance tem até ao próximo dia 15 para vender a operação do TikTok nos Estados Unidos, uma imposição de Trump para evitar que a rede social possa manter a sua operação no país.

Depois de várias empresas americanas terem entrado na corrida, novas informações avançam que a empresa chinesa está a tentar chegar a acordo com o governo americano para evitar a necessidade de venda.

No entanto, mesmo que se mantenha obrigação de venda da rede social, o governo chinês está preparado para se intrometer e para adiar o negócio para uma empresa americana.

tiktok microsoft
Publicidade

Governo chinês poderá dificultar a venda do TikTok a empresa americana

A ByteDance procura atualmente chegar a acordo com o governo americano de forma a evitar a necessidade de venda do TikTok a uma empresa americana.

Caso não se consiga entender com Trump, a empresa chinesa tem atualmente proposta da Microsoft, em conjunto com a Walmart, assim como da Oracle.

No entanto, mesmo que a intenção da Bytedance seja vender, o governo chinês poderá dificultar este negócio, sendo avançado que prefere que a operação dos Estados Unidos seja encerrada.

Em declarações públicas, um porta-voz do Ministro dos Negócios Estrangeiros Chinês, Zhao Lijian, referiu que a ação do governo americano é um abuso do conceito de segurança nacional e que é importante parar a opressão a empresas internacionais.

Para isso, a China poderá fazer uso da recém-lançada legislação que dá poderes ao governo para aprovar ou não qualquer venda de tecnologia chinesa de inteligência artificial.

A venda do TikTok poderá assim complicar-se de forma significativa, podendo mesmo ser excluída no dia 15 de setembro devido a uma falta de acordo entre a ByteDance e o governo ou uma empresa americana.

Siga o Techbit no Facebook

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

Publicidade